Menu
16 de outubro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner SEGOV - Campanha JUNTA DIGITAL
Cadastro de presos

Mais gente na cadeia que na maioria das cidades

Cadastro concluído pelo TJ constata que MS tem 19 mil pessoas presas

16 Mai2018Laureano Secundo07h30

Se reunidos em uma única cidade as pessoas que cumprem pena nos pres´[idios de Mato grosso do Sul , esta cidade será a 36ª mais populosa do estado. Como o estado tem 79 municípios, outras 42 cidades tem menos pessoas do que a população carcerária de MS. Essa é a constatação do cadastro concluído pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e que foi enviado para o Conselho Nacional de Justiça CNJ que está elaborando o cadastro Nacional do Sistema penitenciário.

O TJ-MS é a nona unidade da federação a fazer parte do cadastro nacional de presos. O TJMS concluiu o cadastro da população carcerária do estado no Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP). Com 19.151 pessoas presas, é a nona unidade da federação a fazer parte do cadastro nacional de presos, uma das principais funcionalidades do sistema desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em implantação nos tribunais de todo o País.

O banco de dados está sendo construído a partir das informações dos presos disponíveis à Justiça. Quando todos os tribunais estiverem alimentando o sistema (maio/junho), o BNMP centralizará informações de toda a população carcerária em um painel de informações inédito na área.

Nome, apelidos, características físicas (sinais de nascença, tatuagens), filiação a facção criminosa, estão concentradas no Registro Judicial Individual (RJI) da pessoa presa, assim como os dados relacionados à condenação (duração das penas, crimes cometidos) e ao cumprimento da pena (faltas disciplinares cometidas na prisão, por exemplo). Os tribunais de Justiça já cadastraram em todo o País 272,2 mil presos, 113 mil provisórios e 158 mil, condenados.

Veja Também