Campo Grande •21 de Outubro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner FM Cidade

Valdelice Bonifácio, com informações da Agepen | Quinta, 15 de Setembro de 2016 - 17h00Presa pela morte de manicure é eleita Miss PrimaveraGabriela Antunes representará estabelecimento da Capital em concurso estadual

  
Juliana Keli, Gabriela Antunes e Adelaine Silva vitoriosas no concurso realizado nesta quinta-feira (Foto: keila Terezinha/Agepen)
  • Juliana Keli, Gabriela Antunes e Adelaine Silva vitoriosas no concurso realizado nesta quinta-feira
  • Gabriela Santos Antunes  (Foto: Keila Terezinha/Agepen)
  • (Foto: Divulgação/Agepen)
  • (Foto: Divulgação/Agepen)
  • (Foto: Divulgação/Agepen)
  • (Foto: Divulgação/Agepen)
  • (Foto: Divulgação/Agepen)
  • (Foto: Divulgação/Agepen)
  • (Foto: Divulgação/Agepen)

Presa desde o dia 15 de fevereiro pelo assassinato da manicure Jeniffer Nayara Guilhermete, a cabeleireira Gabriela Santos Antunes voltou a ser notícia nesta quinta-feira, dia 15 de setembro. A jovem de 22 anos venceu o concurso Miss Primavera 2016 realizado no Presídio Feminino Irmã Irma Zorzi, em Campo Grande. Nove detentas disputaram nesta manhã o título de mais bela da Capital.

Além de Gabriela Santos, o concurso consagrou também Juliana Keli como Miss Simpatia e Adelaine Silva Miss Elegância. Com o resultado, Gabriela representará o estabelecimento da Capital, no concurso estadual, previsto para novembro e que reunirá representantes de todos os presídios femininos, de regime fechado, de Mato Grosso do Sul.

As candidatas desfilaram nos trajes moda primavera, banho e gala; e foram avaliadas nos quesitos desenvoltura na passarela, postura, simpatia, elegância e beleza. O corpo de jurados esteve composto por autoridades e colaboradores.

Após ser coroada, Gabriela revelou que o momento serviu para refletir sobre sua vida e escolhas. “Fiquei refletindo sobre a minha vida inteira, sobre o lugar onde eu estou, não precisava disso, foi um momento de muita fúria, no calor da emoção eu fiz o que eu fiz, e, em poucas horas, eu destruí minha vida, mas estou pagando pelo que eu fiz, pretendo sair pra rua regenerada”, declarou.

Sobre a preparação para o concurso, a vencedora revelou que “retocou” o tom loiro nos cabelos “e nada mais”. “Também já tinha experiência como modelo, pois já fiz propaganda, e isso me deu mais segurança”, disse. Ela também agradeceu à dedicação da equipe do presídio. “Eles fazem muitas coisas pra gente, pra nossa melhoria. “Agradeceu, dedicando o título a diretora e servidoras da unidade. “Estão sempre nos ajudando”, disse. “Ah! Também dedico à minha mãe querida”, completou, finalizando a entrevista com a frase: “tudo no tempo de Deus”.

Segundo a diretora da unidade penal, Mari Jane Boleti Carrilho, o concurso busca a valorização das reeducandas e o fortalecimento da autoestima. “Queremos que elas acreditem que terão novas oportunidades para serem reinseridas na sociedade quando terminarem de cumprir suas penas”, ressaltou.

Crime – Conforme as investigações, Gabriela teria matado Jeniffer Nayara em um crime premeditado no dia 15 de janeiro. O motivo seria ciúmes, pois Gabriela desconfiava de um relacionamento de Jeniffer com seu marido, o que não ficou confirmado nas apurações do caso.  Na data do crime, Gabriela foi até o local onde Jeniffer trabalhava e a chamou para conversar. As duas acompanhadas de uma jovem, que seria cúmplice de Gabriela, seguiram rumo à região do córrego Céuzinho.

 Após chegarem ao local, Gabriela pegou uma arma que estava debaixo do banco. Conforme a perícia,  a vítima foi assassinada com um tiro no queixo do lado direito que transfixou o rosto e saiu pela bochecha, do lado esquerdo.  Na sequencia,  Jeniffer despencou de uma altura 20 metros no córrego.

Gabriela foi acusada de homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima, porte de arma de fogo, além de corrupção de menores, por conta da participação de uma adolescente na trama. 

(Com informações da assessoria de imprensa da Agepen-MS. Matéria editada às 19h para acréscimos)

Veja Também
PRF apreende mais de 8 kg de cocaína em tanque de combustível
Homem é multado por manter pássaro em extinção na gaiola
Operação contra pedofilia prende vendedor e advogado
Chefe do narcotráfico e amigo morrem em tiroteio na fronteira
PMA prende indígena com rifles e munições
Quadrilha é desarticulada na fronteira
Polícia cumpre mandados em operação contra pedofilia
PMA autua fazendeiro em R$ 8 mil por degradação
Carro derruba mureta de proteção do córrego
Polícia intercepta cocaína que iria para SP
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - Patio central
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento