Menu
20 de fevereiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Fuga

Túnel pode ter sido fachada

Governo Paraguaio investiga autoridades da segurança

20 Jan2020Da redação07h03

Ainda está em apuração por parte do governo paraguaio como os detentos conseguiram deixar a penitenciária. Imagens do circuito interno da prisão serão analisadas. Até o momento, uma das hipóteses para a fuga está ligada a um túnel de 25m de extensão cavado pelos presos e que ligava um dos pavilhões à área externa da penitenciária. Outra possibilidade é de que os detentos saíram pela porta da frente com a ajuda de funcionários do complexo presidiário, tanto que diretores e agentes penitenciários responsáveis pelo presídio foram demitidos ontem.

Em entrevista, a ministra da Justiça do Paraguai, Cecilia Pérez, ressaltou que a pasta denunciou, em dezembro, a existência de um plano de “fuga ou resgate” do PCC, pelo qual agentes penitenciários receberiam US$ 80 mil pela liberdade de líderes da facção. O efetivo policial foi reforçado nos presídios, mas não conseguiu conter a fuga. A ministra considerou o caso “extremamente grave e sem precedentes” e colocou o cargo à disposição do presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez.

O ministro do Interior paraguaio, Euclides Acevedo, afirmou que está sendo investigada a possibilidade de que o túnel tenha sido construído “de fachada” para esconder a suposta cumplicidade dos funcionários. “Agora, o principal objetivo é recapturá-los e disponibilizá-los ao Ministério Público”, destacou.

 

 

Veja Também

Notebook com pesquisa de preços de combstíveis é furtado do Procon
PRF apreende entorpecente com rastreador
Mulher é encontrada morta com facada no pescoço
Bandidos causam prejuízo de R$ 10 mil
Mulher morre a marteladas e namorado é principal suspeito
Polícia alerta para aumento em até 40% de veículos em rodovias de MS
Acusado de matar motorista de aplicativo passa por audiência
Ex-candidata a vereadora é suspeita de aplicar golpe de R$ 500 mil em joalheiro
Jovem foi vítima de tentativa de feminicídio e não de bala perdida
Assalto a mão armada em farmácia deixa funcionário ferido