Menu
13 de dezembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Interior

Polícia interrompe velório de criança que morreu afogada em balde

Conforme delegado de Porto Murtinho, corpo foi liberado pelo hospital sem antes passar pela perícia

16 Nov2019Da redação07h36

Policiais civis de Porto Murtinho interromperam na noite desta sexta-feira, 15 de Novembro, o velório do corpo da menina Eloíza Daiane Ocampo Brito de apenas 1 ano e 2 meses que teria morrido depois de cair dentro de um balde de resto de comida para porcos. O acidente aconteceu no quintal da casa da avó da criança. As informações são do site MS em Foco.

De acordo com o veículo, a família mora na zona rural e teria ido passar o final de semana prolongado na cidade. O acidente aconteceu no momento que a mãe teria ido colocar a outra filha para dormir e a menina ficou acompanhada da avó que não viu a neta se aproximar e cair no recipiente usado para armazenar lavagem.

O delegado de Porto Murtinho João Cléber Dorneles disse que houve um equívoco por parte do hospital em liberar o corpo sem acionar a polícia para realizar a perícia. “Estamos verificando a possibilidade de um médico perito vir até aqui para fazer a necropsia e se isso não for possível, quem está de plantão é a equipe de Dourados e caso ela não possa atender, o corpo será levado para aquela cidade”, disse o delegado.

(Com informações do MS em Foco)

Veja Também