Menu
2 de junho de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Homicídio Lanzarini

Polícia conclui investigações sobre morte de Lanzarini

“Paraguaio” foi indiciado por homicídio qualificado, tentativa de homicídio e porte de arma

27 Mar2020Da redação13h52

Após a  reconstituição do assassinato do ex-prefeito de Amambai, Dirceu Lanzarini, de 62 anos, na a tarde desta quarta-feira (25), a Polícia Civil concluiu as investigações e indiciou Luis Fernandes, o “Paraguaio”, 54, autor confesso do atentado contra Lanzarini que também feriu o genro dele, Kesley Aparecido Vieira Matricardi, 33, foi indiciado por homicídio qualificado pelo recurso que dificultou a defesa da vitima, pela tentativa de homicídio qualificado pelo mesmo motivo e por  porte de arma de fogo de uso restrito.

“Paraguaio” está preso desde o dia 12 deste mês, depois de passar 17 dias escondido. Auxiliado por advogado, Luis Fernandes negociou sua apresentação e foi levado no helicóptero da Polícia Militar  até a delegacia de Amambaí, onde foi cumprido o mandado de prisão preventiva .Em seguida, ele foi levado para o presídio da cidade.

A reprodução simulada dos fatos ocorridos na Fazenda Palmeira, de propriedade de Lanzarini, foi conduzida pelo delegado  responsável pelo inquérito, Marcos Werneck, junto com peritos do núcleo de perícia de Ponta Porã. O acusado se negou a participar.

Na manhã do dia 24 de fevereiro, Luis Fernandes disparou seis tiros de revólver calibre 38 na  caminhonete S10 de Dirceu Lanzarini e Kesley Matricardi. Um acertou o cunhado do político no braço e no pescoço e outro a cabeça de Lanzarini. Quatro atingiram a lataria da caminhonete.

 

Veja Também

Pedreiro diz que agiu sozinho em assassinato de comerciante
Mãe é suspeita de estuprar filha de 6 anos
Barulho de rádio-comunicador entrega traficante durante abordagem da PRF
Delegado acusado de furtar cocaína volta para prisão
Suspeito de matar idoso é preso dois anos após o crime
Polícia Civil reconstitui duplo homicídio
Homem tenta matar esposa em Costa Rica
Junho começa com redução de flagrantes
Caminhão pega fogo na MS-276
Mapa mostra que 77% dos feminicídios acontecem dentro de casa