Menu
20 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Em MS

PMA autua quatro agricultores por manterem gado degradando nascentes e matas ciliares

Infratores, de 47, 62, 63 e 63 anos, residentes no assentamento Serra, foram autuados por danificar área considerada de preservação permanente

13 Set2016Da redação10h31

Policiais Militares Ambientais de Cassilândia realizavam fiscalização nas propriedades rurais do município de Paranaíba e autuaram ontem à tarde (12), quatro agricultores por manterem criação de gado degradando nascentes e matas ciliares (Área de Preservação Permanente – APP) de um córrego que corta a área do assentamento Serra.

Os policiais verificaram que, mesmo sendo notificados pelo Instituto Nacional de Reforma Agrária (INCRA), os infratores mantiveram os animais nas áreas protegidas por Lei. Nos caminhos que o gado pisoteava iniciavam-se processos erosivos.

Os infratores, de 47, 62, 63 e 63 anos, residentes no assentamento Serra, foram autuados por danificar área considerada de preservação permanente (nascentes e matas ciliares) e foram multados em R$ 5.000,00 cada um, perfazendo R$ 20.000,00. Eles também responderão por crime ambiental e poderão pegar uma pena de detenção de um a três anos.

As atividades foram interditadas e os infratores foram notificados a realizar a retirada do gado da área protegida, sob pena de serem autuados novamente por descumprimento de embargo.

Veja Também