Menu
21 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner FIEMS - Mês da Industria
Crime ambiental

PMA autua fazendeiro em R$ 22,5 mil por desmatamento de mata ciliar

Infrator foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental Estadual um plano de recuperação da área degradada

15 Fev2017Da redação12h42

Durante fiscalização ambiental em área rural do Distrito ontem (14) à tarde, Policiais Militares Ambientais do Grupamento do Distrito de Águas do Miranda, município de Bonito, localizaram em uma propriedade a supressão vegetal em matas ciliares de um curso d’água que corta a fazenda (Área de Preservação Permanente - APP) e a derrubada de 25 árvores da essência Aroeira (protegida por lei).

O proprietário da fazenda (61), residente em Campo Grande, alegou possuir autorização ambiental do órgão competente para supressão vegetal, porém, o desmatamento estava em desacordo com a licença obtida, por não permitir a derrubada de vegetação dentro da área protegida de mata ciliar. Quatro pontos da área de preservação permanente foram desmatados.

O infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 22.500,00 no total. A PMA interditou as atividades e o autuado também responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de detenção, de um a três anos.

O infrator foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental Estadual um plano de recuperação da área degradada (PRADE), com prazo de 30 dias.

Veja Também