Campo Grande •24 de Julho de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner - Rota das estações

Da redação | Sexta, 30 de Setembro de 2016 - 11h05PMA autua empresa em R$ 72 mil por voçoroca de 15 metros de profundidade em propriedade ruralOs responsáveis responderão por crime ambiental, que tem pena prevista de uma a três anos

A PMA determinou a interdição da área,  para proteção e recuperação, com proibição de atividades agrícolas e pecuárias.
A PMA determinou a interdição da área, para proteção e recuperação, com proibição de atividades agrícolas e pecuárias. (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Em atendimento à denúncia, Policiais Militares Ambientais de Naviraí fiscalizaram ontem (29) à tarde, uma propriedade rural no município de Iguatemi e constataram a existência de uma voçoroca que atingira área de preservação permanente (APP ), área protegida de reserva legal e área agrícola. A erosão possuía em média, 100 metros de comprimento, 32 metros de largura e 15 metros de profundidade. A degradação provocou o assoreamento de um córrego que corta a propriedade. Os processos erosivos surgiram devido à remoção da vegetação sem ações de conservação do solo, que é obrigatória pela legislação nas intervenções feitas para a produção em propriedades rurais.

A empresa infratora, com domicílio jurídico em Naviraí, foi autuada administrativamente e multada em um total de R$ 72.020,00. Os responsáveis responderão por crime ambiental, que tem pena prevista de uma a três anos.

A PMA determinou a interdição da área,  para proteção e recuperação, com proibição de atividades agrícolas e pecuárias. O proprietário também foi notificado a apresentar projeto de recuperação de área degradada (PRADE) junto aos órgãos ambientais.

Em atendimento à denúncia, Policiais Militares Ambientais de Naviraí fiscalizaram ontem (29) à tarde, uma propriedade rural no município de Iguatemi e constataram a existência de uma voçoroca que atingira área de preservação permanente (APP ), área protegida de reserva legal e área agrícola. A erosão possuía em média, 100 metros de comprimento, 32 metros de largura e 15 metros de profundidade. A degradação provocou o assoreamento de um córrego que corta a propriedade. Os processos erosivos surgiram devido à remoção da vegetação sem ações de conservação do solo, que é obrigatória pela legislação nas intervenções feitas para a produção em propriedades rurais.

A empresa infratora, com domicílio jurídico em Naviraí, foi autuada administrativamente e multada em um total de R$ 72.020,

Em atendimento à denúncia, Policiais Militares Ambientais de Naviraí fiscalizaram ontem (29) à tarde, uma propriedade rural no município de Iguatemi e constataram a existência de uma voçoroca que atingira área de preservação permanente (APP ), área protegida de reserva legal e área agrícola. A erosão possuía em média, 100 metros de comprimento, 32 metros de largura e 15 metros de profundidade. A degradação provocou o assoreamento de um córrego que corta a propriedade. Os processos erosivos surgiram devido à remoção da vegetação sem ações de conservação do solo, que é obrigatória pela legislação nas intervenções feitas para a produção em propriedades rurais.

A empresa infratora, com domicílio jurídico em Naviraí, foi autuada administrativamente e multada em um total de R$ 72.020,00. Os responsáveis responderão por crime ambiental, que tem pena prevista de uma a três anos.

A PMA determinou a interdição da área,  para proteção e recuperação, com proibição de atividades agrícolas e pecuárias. O proprietário também foi notificado a apresentar projeto de recuperação de área degradada (PRADE) junto aos órgãos ambientais.Os responsáveis responderão por crime ambiental, que tem pena prevista de uma a três anos.

A PMA determinou a interdição da área,  para proteção e recuperação, com proibição de atividades agrícolas e pecuárias. O proprietário também foi notificado a apresentar projeto de recuperação de área degradada (PRADE) junto aos órgãos ambientais.

Veja Também
Lixo e água suja atrapalham buscas pelo corpo de kauan
Mulher tem loja furtada no bairro Amambaí
Seminarista tem mochilas furtadas na Igreja Batista do Jardim Noroeste
Jovem atira em casa de amigo após descobrir que ele é amante da esposa
Vizinhos não desconfiavam do suposto autor de pedofilia
PMA apreende carreta com 38 mil litros de diesel transportados ilegalmente
Comerciante é assassinado com tiro na nuca em mercado
Segunda, 24 de Julho de 2017 - 07h55Homens trocam tiro e dois morrem Uma das vítimas seria o avô de um dos mortos
Brasileiros executados em Pedro Juan Caballero
Casa do suposto autor de assassinato é incendiada
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - Patio central
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento