Menu
19 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Absolvição

PM que matou um assaltante e feriu outros dois é absolvido por júri

Justiça entendeu que o ex-policial do Bope agiu em cumprimento do dever

8 Nov2019Ana Lívia Tavares19h05

O soldado da Polícia Militar Kolber Lopes Andrea, de 47 anos, foi absolvido da acusação de homicídio doloso e tentativa de homicídio, após ser julgado pela 1ª Vara do Tribunal do Júri, nesta quinta-feira (7), em Campo Grande.  O júri entendeu que o PM agiu em legítima defesa, cumprindo seu dever legal.

Kolber, era acusado pela morte de  Brendon Brito da Silva Machado, de 16 anos, e por ter ferido a tiros Matheus dos Santos Leguisamão, de 17 anos, e Cleyton de Santa Larrea, de 20 anos. O caso aconteceu em 28 de Março de 2015. Os dois adolescentes e o jovem tentavam roubar um casal quando foram surpreendidos pelo PM,  na época lotado no Batalhão de Operações Especiais (Bope).

Segundo denúncia, o policial que estava de folga, quando por volta da meia-noite, ao passar pela Avenida Ernesto Geisel, na Rua Dos Barbosas, no Bairro Amambaí, avistou Brandon, Matheus e Cleyton rendendo um casal que estava num veículo Fiat Pálio, na cor cinza. O trio fugiu levando o carro.

Ao saber por meio das vítimas que se tratava de um roubo, Kolber foi atrás dos assaltantes.  O policial tentou dar a ordem de parada para o trio que não acatou. Ao emparelhar o carro com os bandidos, o PM pegou sua pistola calibre .40 e fez vários disparos contra o Fiat Pálio.

Brendon morreu no local .Os outros dois haviam sido feridos e foram socorridos pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

 

Veja Também