Menu
18 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Operação Coroa

PF mira chefe do PCC no Paraguai

Grupo comandado por Jarvis Pavão levava drogas para vender o Rio Grande do Sul

29 Ago2017Laureano Secundo07h53

Uma operação da Polícia Federal foi deflagrada para desarticular um grupo criminoso comandado pelo traficante Jarvis Pavão e que seria responsável pela distribuição de drogas no Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul na manhã desta terça-feira (29). Um total de sete mandados de prisão preventiva e nove de busca e apreensão São cumpridos nas cidades de Caxias do Sul, na serra gaúcha, Ponta Porã (MS), e em Assunção, no Paraguai.

Jarvis é apontado pela Justiça do Brasil como representante, na fronteira, de uma quadrilha paulista que atua dentro e fora dos presídios. De acordo com a PF, a organização comprava cocaína de um narcotraficante brasileiro que está preso no Paraguai. A droga entrava no Brasil por Ponta Porã, e depois era levada para ser comercializada na na serra gaúcha.

As investigações fora iniciadas em março, e apreenderam 4,6 toneladas de cocaína e maconha nas cidade de Veranópolis (RS), Maringá (PR) e Campo Grande (MS). Foram apreendidos ainda dois caminhões e um veículo que eram usados para transportar as drogas, além de três prisões em flagrante.

O traficante preso no Paraguai já foi investigado em quatro operações da Polícia Federal, e atualmente estão em tramitação três processos que pedem sua extradição. Jarvis Pavão cumpre pena no país vizinho desde 2009, mas também foi condenado no Brasil a 17 anos de prisão por tráfico de drogas. 

Veja Também