Menu
14 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Pátio Central - Natal
Fronteira

PF prende tio de narcotraficante e outros onze

Operação apreendeu carros blindados, celulares e US$ 54 mil dólares; grupo planeja ataque a rival

7 Dez2018Da redação18h51

Doze pessoas presas, carros blindados, celulares, armas e US$ 54 mil dólares apreendidos. Esse foi o saldo de operação realizada pela Polícia Federal (PF) em Ponta Porã, nesta sexta-feira, 7 de dezembro. O alvo principal da operação foi o empresário Chico Gimenez,  ex-candidato a prefeito da cidade e tio do narcotraficante Jarvis Pavão.

A operação foi desencadeada após denúncias de Chico faria reunião em sua casa com membros de uma facção criminosa. A PF foi informada ainda que integrantes do grupo estariam fortemente armados e trafegando em carros blindados pela cidade.

Os policiais cercaram a residência e prenderam três homens que estavam armados. Dentro da residência, houve mais prisões. Entre os presos há paraguaios. 

No interios da casa, foram encontradas seis pistolas Glock, de uso restrito, revólver calibre 38, 16 carregadores de pistola, 400 munições de diversos calibres, 27 telefones celulares, oito carros, sendo quatro deles blindados e os dólares.

A suspeita é de que a reunião discutiria o planejamento de um ataque ao bandido brasileiro Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, conhecido como o “Minotauro”, que disputa com Pavão o controle do contrabando de armas e drogas na fronteira.

O presos responderão por tráfico internacional de drogas, receptação, obstrução à Justiça, e organização criminosa.

Veja Também