Menu
31 de março de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Chapadão do Sul

Padrasto é preso por torturar criança

Suspeito relatou que teria batido para educar, mas que não teria torturado e que seria padrasto da criança

15 Jan2020Da redação11h05

Na noite desta terça-feira (14) a Policia Militar de Chapadão do Sul, efetuou a prisão em fragrante um homem , 44 anos, pelo crime de Tortura de Criança.

Segundo o boletim de ocorrência os policiais  receberam uma denúncia, que um homem que estaria agredindo violentamente seu enteado de apenas três anos de vida.

Ao chegar na casa os policiais encontraram a mãe da vítima   a qual relatou que ele estaria agredindo seu filho há várias horas com fio de energia, socos, beliscões e imprimindo movimentos fortes de torção em diversos membros da criança com risco de quebra-los ou lesionar a musculatura, além de colocar a criança de castigo por várias horas e durante o castigo a sessão de tortura continuava ao ponto da criança ficar fraca em virtude das agressões.

A mãe da criança  desesperada pediu ajuda para algumas pessoas da igreja que a mesma frequenta que acionaram a policia.

Segundo relata a mãe, o agressor teria pego a criança e saído em direção ao hospital municipal e a mesma estaria desesperada com medo de acontecer algo ainda pior.

Os policiais deslocaram até ao hospital municipal e as enfermeiras relataram que o autor e a criança teria sido atendida com várias lesões e que segundo o homem a criança teria sido espancada pelo irmão.

A PM saíram em diligência e conseguiram abordar o acusado próximo a residência do casal com a criança, que no momento da abordagem o mesmo nos relatou que teria batido para educar, mas que não teria torturado e que seria padrasto da criança.

Algumas testemunhas a presenciou algumas agressões e se propôs a depor como testemunha. Que diante dos fatos foi confeccionado este boletim de ocorrências e encaminhado a Delegacia da Policia Civil juntamente com as partes envolvidas.

Suspeito  foi preso pelo Crime Hediondo. O Delegado de polícia de Chapadão do Sul, Felipe Potter pediu a sua prisão preventiva.

Veja Também