Menu
23 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Complexo Penal

Operação recolheu drogas, celulares e documentos em presídio

Policiais do Batalhão de Choque vasculharam a unidade penal nesta sexta-feira

16 Jun2017Da redação17h22
Policiais passaram parte da manhã vistoriando o presídio (Foto: Dayene Paz)
  • Telefones celulares foram apreendidos na segunda-feira, na Operação Chip
  • Policiais passaram parte da manhã vistoriando o presídio (Foto: Dayene Paz)

A operação realizada pelo Gaeco em parceria com policiais do Batalhão de Choque no Centro de Triagem Anízio Lima, no Complexo Penal de Campo Grande, no Jardim Noroeste, nesta sexta-feira, 16 de junho, recolheu drogas, telefones celulares, e documentos administrativos, segundo informações extraoficiais. Por enquanto, Gaeco e PM nada revelaram oficialmente sobre a operação.

As equipes do Choque chegaram ao local antes das 8h desta sexta-feira com cerca de 12 policiais. Eles saíram por volta das 10h30 e não falaram com a imprensa. Policiais permaneceram até cerca de 11h40 na unidade.

Esta foi a segunda açaão do Gaeco no complexo penal. A primeira foi a operação Chip realizada na segunda-feira passada, 12, e recolheu 47 celulares, drogas, dinheiro e alimentos no Instituto Penal de Campo Grande (IPCG).

Na ocasião, havia três mandados de prisão temporárias e cinco mandados de busca e apreensão para cumprir. Durante a operação, foram apurados os crimes de corrupção, peculato, tráfico de drogas e associação para o tráfico. Na operação desta sexta-feira, não há notícias de mandados a serem cumpridos.

Veja Também