Campo Grande •18 de Outubro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner FM Cidade

Da Redação, com informações Agência do Rádio | Sábado, 31 de Dezembro de 2016 - 12h19Operação Lava Jato estremeceu o Brasil em 2016Lava Jato ofereceu à Justiça Federal 20 denúncias por crimes como corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa

Foram três atos de devolução de recursos que juntos atingem à cifra de R$ 500 milhões
Foram três atos de devolução de recursos que juntos atingem à cifra de R$ 500 milhões (Foto: Divulgação)

O ano foi caótico para a política do nosso país, o ex presidente Lula está sendo investigado, ex-ministros presos, políticos delatados, empresários encurralados. Definitivamente a lava Jato, abalou o sistema político e a república, em 2016.

Fase após fase, a operação que já teve 14 fazes concluídas neste ano, já soma ao total 37 fases, que foi desmantelando um esquema fraudulento daqueles que deveriam dar o exemplo para os eleitores. O ano que teve a prisão preventiva de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados e um dos políticos mais poderosos do Brasil.

No dia 10 de novembro a Lava Jato volta às ruas, agora com mais uma fase, a 36ª, denominada de Dragão. Os alvos foram os operadores financeiros Rodrigo Tacla Duran e Adir Assad. De acordo com as investigações, entre 2011 e 2013, as empreiteiras Odebrecht, UTC e Mendes Júnior repassaram 52 milhões de reais em propina a empresas offshore de Tacla Duran. O operador, então, teria de distribuir o valor a beneficiários finais no exterior. Adir Assad também teria feito depósitos às empresas de Rodrigo Tacla Duran.

Dia 17 de novembro de 2016, a Lava Jato derruba mais um poderoso nome da política nacional. O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, foi preso pela Polícia Federal durante as ações da 37ª fase da operação, batizada de Calicute. Uma referência à cidade indiana onde o navegador português Pedro Álvares Cabral enfrentou uma grande tormenta.

De acordo com o Ministério Público Federal, em 2016, por conta das investigações da Lava Jato foi realizada a maior devolução de recursos já feita pela justiça criminal brasileira para uma vítima.

No mês de novembro, foram devolvidos R$ 204.281.741,92 aos cofres da Petrobras. Para levantar a quantia foram realizados 21 acordos, sendo 18 de colaboração premiada com pessoas físicas e três acordos de leniência com pessoas jurídicas. Ao todo, foram três atos de devolução de recursos que juntos atingem à cifra de R$ 500 milhões.

Ao todo, neste ano, a Lava Jato ofereceu à Justiça Federal 20 denúncias por crimes como corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Até o momento, em três anos de operação, a Lava Jato já soma 37 fases, seis prisões em flagrante, 103 mandados de prisão temporária, 79 mandados de prisão preventiva, 730 de busca e apreensão, 197 mandados de condução coercitiva e 120 pedidos de cooperação internacional. Ao todo, são 56 denúncias e 259 acusados.

Veja Também
Operação flagra furto de energia em rede de lanchonetes
Fazendeiro é multado em R$ 18 mil por exploração ilegal de madeira
Ex-secretária de Saúde e o pai são encontrados mortos
Comerciante é preso por tráfico, após ameaçar credor
Traficante de pássaros é preso em flagrante e multado em R$ 19,5 mil
Terça, 17 de Outubro de 2017 - 12h29Homem morre após quase uma semana internado Vítima foi encontrada na Aldeia Bororó, em Dourados
Dívida motivou homicídio no Campo Verde
Após roubar bolsa, dupla é flagrada por PM que deixava turno
Assentado é preso por tiros em cachorro de vizinho
Ladrão é espancado após tentativa de roubo
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento