Campo Grande •28 de Maio de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Valdelice Bonifácio, com TV MS Record | Terça, 27 de Setembro de 2016 - 20h00Olarte deixa presídio e diz ter consciência tranquilaEx-prefeito da Capital e esposa pagaram fiança e terão que usar tornozeleiras

Olarte aparentava serenidade quando deixou a prisão na noite desta terça-feira
Olarte aparentava serenidade quando deixou a prisão na noite desta terça-feira (Foto: José Luiz Martins/TV MS Record)

O ex-prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte deixou na noite desta terça-feira, 27 de setembro, o Presídio Militar, localizado no Complexo Penal, no Jardim Noroeste, na Capital. Ao sair, ele disse rápidas palavras à imprensa. Mencionou que sua consciência está tranquila e que acredita na Justiça. Ele estava preso desde 15 de agosto por conta da Operação Pecúnia que investiga crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e falsidade ideológica.

Olarte saiu em viatura da Polícia Militar (PM) e foi levado ao Patronato Penitenciário da Capital, na Rua Joaquim Murtinho, para colocação da tornozeleira conforme determinação judicial, depois disso ele seria deixado em casa. O ex-prefeito aparentava serenidade e fez sinal de positivo com os polegares quando a viatura deixou o local.

Para sair da prisão, ele teve que pagar fiança de 17 salários mínimos, o mesmo que R$ 14,960.  A esposa da Olarte, Andreia também obteve liberdade provisória, sob as mesmas condições do marido. Segundo informações da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), ela já deixou o presídio Feminino Irmã Irma Zorzi para colocação da tornozeleira. Assim como Olarte, ela também seria deixada em sua residência em seguida. 

As dificuldades em colocar as tornozeleiras ainda hoje fizeram com que advogados divulgassem que o casal poderia passar mais uma noite na cadeia. A TV MS Record exibe imagens exclusivas de Olarte e a cobertura completa do caso durante a programação desta quarta-feira, dia 28.

Liberdade provisória -  A liberdade provisória ao casal foi concedida pelo juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal de Campo Grande. Ele entendeu que a prisão é desnecessária porque as investigações já terminaram.

Assim, o magistrado substituiu a prisão por medidas cautelares, tais como comparecimento mensal em juízo para comprovarem e demonstrarem suas atividades;  proibição de se ausentarem desta comarca, e, por extensão, também do País, sem prévia autorização judicial;  entrega dos passaportes em juízo, no prazo máximo de 24 horas a contar de suas liberações.

O juiz também proibiu o casal de manter contato com os demais co-denunciados e com as testemunhas de acusação. Foi determinado o  recolhimento domiciliar, com monitoração eletrônica, nos seguintes períodos e horários: de segunda à sexta-feira, das 20:00 às 06:00 horas do dia seguinte; das 20:00 horas de sexta às 06:00 horas de segunda. O casal também está obrigado a permanência integral na residência durante os sábados, domingos e feriados.

O mesmo juiz revogou as prisões de outras duas pessoas presas na Operação Pecúnia o empresário Evandro Farinelli e o corretor de imóveis Ivamil Rodrigues, que teriam ajudado o casal nas negociatas. Os dois estão em liberdade.

Veja Também
Corpo de homem é encontrado boiando no rio Paraná
Homem mostrar órgãos genitais para crianças e apanha de vizinhos
Ex-coordenadora de Políticas Públicas LGBT é detida na Capital
Acusado de estuprar adolescentes é preso em Vicentina
Mais de uma tonelada de drogas é apreendida na MS 164
Sábado, 27 de Maio de 2017 - 08h19Assaltante confessa roubo de quatro carros Dupla é presa após policiais do Choque receberem denúncia anônima
Idosa estaria doente e em situação de abandono
Jovem é presa transportando 1kg de pasta base
Homem é preso após sobrinhas denunciarem abusos sexuais
Adolescente é presa com mais de 20 kg de maconha
Vídeos
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - cirurgia.net
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento