Campo Grande •17 de Agosto de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner FM Cidade

Valdelice Bonifácio e Mariel Coelho, especial para o Diário Digital | Sexta, 28 de Julho de 2017 - 17h49Número de supostas vítimas de abuso chega a noveHomem suspeito de matar o menino Kauan Andrade, de 9 anos, segue preso

  
Deivid Almeida Lopes, 38 anos, prestou novos depoimentos nesta sexta-feira (Foto: Marco Miatelo)
  • Deivid Almeida Lopes, 38 anos, prestou novos depoimentos nesta sexta-feira
  • Delegado Paulo Sérgio Lauretto: “não desistimos de encontrar o corpo” (Foto: Marco Miatelo)
  • Menino Kauan desapareceu em 25 de junho e corpo está sendo procurado em buscas feitas pela Polícia Civil e Bombeiros (Foto: Reprodução/Facebook)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

A Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) está investigando se Deivid Almeida Lopes, 38 anos, suspeito de estuprar e matar o menino Kauan Andrade Soares dos Santos, 9 anos, abusou de mais crianças em Campo Grande. O delegado Paulo Sérgio Lauretto informou que foram identificadas nove possíveis vítimas.

Na tarde desta sexta-feira, 28 de julho, o trabalho policial movimentou a delegacia. Havia crianças no local, algumas com uniformes de escola. A mãe do menino Kauan, Janete dos Santos, também esteve na delegacia pela manhã. O corpo do garoto ainda não foi encontrado apesar das várias buscas realizadas às margens do Rio Anhanduí.

O delegado afirma que a polícia não desistiu de encontrar o corpo da vítima e que buscas continuam sendo desenvolvidas. “As buscas são suspensas em determinados lugares. Nós não desistimos do corpo”, afirmou o delegado durante entrevista à imprensa na tarde desta sexta-feira.

O delegado informou que poderia repassar mais detalhes para não atrapalhar as investigações.

Caso Kauan – O menino Kauan desapareceu no dia 25 de junho. Porém, somente em 22 de julho é que veio à tona a possibilidade de crime. Isso porque um adolescente apreendido no decorrer das investigações admitiu ter presenciado o estupro e morte de Kauan e que o autor seria Deivid Almeida.

Após a morte, o corpo da criança teria sido atirado no Rio Anhanduí, daí as buscas realizadas pela polícia. Com a prisão de Deivid, outros casos de abuso começaram a surgir. Por enquanto, as crianças que afirmam terem sido abusadas são tratadas como possíveis vítimas já que as investigações ainda estão em andamento. Deivid segue preso.

Veja Também
Polícia de SC apreende 440kg de maconha em veículo que saiu de MS
Filho de empresário é sequestrado em Ponta Porã
Reconstituição do caso Kauan mobiliza 30 policiais
Motoqueiro e carreta se envolvem em acidente
Uno tem capô arrancado e 3 ficam feridos em Dourados
Polícia Federal deflagra Operação Bandeirante
Polícia cumpre mandados de prisão na Capital
Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 06h59Ladrão que furtava carro é agredido por populares Autor já tinha destruído o interior do veículo
Corpo encontrado sem coração é de jovem de 22 anos
Ladrão que roubou comerciante de joias é preso
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento