Menu
12 de dezembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Serial Killer

Nando "surta" em novo julgamento

Após prestar depoimento ouviam-se gritos e muito barulho onde ficam os réus

22 Nov2019Thays Schneider10h40
(Foto: Luciano Muta)
  • Nando é julgado mais uma vez
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)

Mais um julgamento do acusado Luiz Alves Martins Filho “Nando” é marcado por gritos e correria foi necessário chamar reforços policiais para conter o acusado que negou mais uma vez a participação na morte de “Alemão”.

Acontece hoje o julgamento do Nando juntamente com seu comparsa Claudinei Augusto Ornelas Fernandes, eles são acusados de matar o "Alemão" enforcado com uma correia de máquina em 2014, na região do lixão do Danúbio Azul.

Durante depoimento Nando negou todas as acusações e disse quem matou o "Alemão" foi Vasco com quem tinha um relacionamento. “Eu sabia onde o Alemão estava enterrado por que sempre eu ia até o lixão “transar” com o Vasco, ele era meu parceiro confiava em mim me contava tudo”, desabafa o serial killer Nando.

Aluízio Pereira do Santos juiz responsável pelo julgamento disse não se importar com mais com a forma desrespeitosa que Nando se dirigi a ele nas sessões.

Pela terceira vez Claudinei senta no banco dos réus, nos últimos processos ele foi absolvido, jurados entenderam que ele não teve participação nos crimes envolvendo o Nando.

“Eu fiquei 18 dias apanhando dos policiais na delegacia, fizeram eu assinar um papel, como se tivesse confessando um crime que eu não cometi, sou pai de família trabalho desde 12 anos de idade como jardineiro não tinha passagens, estou sendo julgado por um crime que nem a vítima eu conhecia”, diz o acusado Claudinei.

O julgamento deve durar o dia todo, sete jurados foram convocados para fazer parte do júri popular.

Veja Também