Menu
30 de maio de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Serial Killer

Nando chora em julgamento

Confessei o crime na época por que apanhei da polícia

18 Set2019Thays Schneider10h00
(Foto: Luciano Muta)
  • Nando estava abalao
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)

Luiz Alves Martins Filho, o Nando, está sendo julgado nessa manhã pela morte Jhenifer Lima da Silva na época com 15 anos. No momento em que era ouvido pelo Juiz Aluizio Pereira dos Santos, Nando se mostrou abalado e chorou muito relatou ainda que na época confessou o crime por que apanhou dos policiais.

Questionado sobre a morte da adolescente, Nando disse que mantou ela foi o “Vasco”, seu ex-amante. “Eu apenas fui com eles no carro, estava nós quadro, eu, Vasco, Wagner e a Jhenifer, eu não sabia que ela ia morrer”, explicou o acusado.

No dia do crime Wagner teria chamado Jhenifer para usar droga na região do lixão, foi emboscada para matar a jovem que segundos os suspeitos ela roubava na região e por isso teria resolvido matar a mesma.

Jhenifer foi estrangulada com uma correria  e foi enterrada. Nando negou o crime e disse que nunca matou ninguém. Juntamente com o acusada está sendo realizado o julgamento de Wagner Vieira Garcia acusado de ajudar na morte da adolescente.

Até o momento Nando já foi condenado a 87 anos de prisão de sete juris realizados desde 2018.

Veja Também

Motorista fica nervoso e polícia descobre 743 kg de maconha
Homem desaparecido pode ser a oitava vítima de pedreiro
Polícia investiga morte de bebê após queda de carrinho
Hacker acusado de ajudar milícia em morte de filho de PM é solto
Em tentativa de fuga, preso sobe em transformador e leva choque
Adolescente que tentou assaltar delegado é apreendido
Acusado de matar casal é preso em fuga
Mulher cai em golpe e perde R$ 10 mil
Polícia Civil busca assassino de casal
Choque recupera carro de motorista de aplicativo e prende dupla