Menu
2 de junho de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Violência Doméstica

Mulher salta de carro em movimento para escapar de sequestro

Vítima foi levada a força pelo ex-companheiro e ameaçada de morte; Autor está foragido

30 Mar2020Da redação15h00

Uma mulher de 32 anos se jogou do carro em movimento, na madrugada desta segunda-feira (30), para escapar do ex-marido que, segundo a vítima, a sequestrou mediante ameaça de morte. Ela foi socorrida por uma equipe da Polícia Militar em Alcinópolis e o autor conseguiu fugir.

Conforme o site MS Todo Dia, a PM de Costa Rica avisou a equipe de Alcinópolis que seguia para o município um Fiat Palio ocupado por um homem de 32 anos, que mantinha a ex-mulher em cárcere privado. As informações eram de que ele queria matá-la por não aceitar o fim da relação.

Os policiais então fizeram barreira de fiscalização e avistaram o veículo se aproximando da rotatória de entrada em Alcinópolis, no Jardim Bom Sucesso. Foram dadas ordens de parada, mas o motorista não obedeceu e jogou o veículo na direção dos PMs, dando início a uma perseguição.

Ele fugiu por aproximadamente 65 quilômetros via BR-359, em alta velocidade e realizando manobras perigosas. Ao tentar acessar uma estrada vicinal, perdeu o controle da direção e subiu na guia do acostamento, reduzindo a velocidade, ocasião em que a mulher se jogou.

O homem seguiu pela estrada e não foi localizado. Equipes de Coxim foram informadas, mas ele conseguiu escapar. A mulher foi salva pelos policiais e encaminhada ao Hospital de Alcinópolis para avaliação médica antes de ser encaminhada à Polícia Civil.

Veja Também

Pedreiro diz que agiu sozinho em assassinato de comerciante
Mãe é suspeita de estuprar filha de 6 anos
Barulho de rádio-comunicador entrega traficante durante abordagem da PRF
Delegado acusado de furtar cocaína volta para prisão
Suspeito de matar idoso é preso dois anos após o crime
Polícia Civil reconstitui duplo homicídio
Homem tenta matar esposa em Costa Rica
Junho começa com redução de flagrantes
Caminhão pega fogo na MS-276
Mapa mostra que 77% dos feminicídios acontecem dentro de casa