Menu
19 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner ALMS - Parlamento Jovem
Fraude

Acusada de golpes fica em silencio durante depoimento

Márcia e o seu comparsa enganaram ao menos nove pessoas em três meses

3 Out2016Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital17h53

Márcia Machado Nascimento dos Santos, de 43 anos se apresentou na tarde desta segunda-feira, dia 3, na Delegacia Especializada em Repressão a Crimes de Defraudações e Falsificações (Dedfaz), em Campo Grande. Ela é suspeita de vender lotes com documentos falsos na região do Bairro Nova Lima. Ao menos nove pessoas caíram no golpe.

O delegado Maércio Alves Barboza, disse que, durante o depoimento, a mulher preferiu ficar em silêncio, e só falar em juízo.  A prisão preventiva de Márcia foi decretada há duas semanas, mas ela não foi detida na tarde de hoje devido à legislação eleitoral que proíbe prisões nas 48 horas posteriores à votação.

Com isso, ela se apresentou ao delegado e, na sequencia, deixou o local acompanhada do advogado. Márcia e seu cúmplice, que não teve o nome divulgado para não atrapalhar as investigações, venderam cerca de 18 terrenos no Bairro Nova Lima, durante três meses. Ao menos nove pessoas caíram na fraude e compraram dos golpistas terrenos que pertenciam a outras pessoas.

Márcia e seu cúmplice estudavam os possíveis clientes, e vendiam os lotes com documentos falsos. O casal lucrou cerca de R$ 700 mil reais, segundo a Polícia Civil.

Veja Também