Menu
18 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Violência

Motorista de Uber aguarda decisão sobre cirurgia

Vítima levou três tiros, um deles nas costas onde a bala ainda está alojada

28 Jul2017Valdelice Bonifácio16h00

O motorista do Uber Nelson Miyashiro Tobaru, de 38 anos, que levou três tiros durante atentando no Jardim Carioca, em Campo Grande, no qual morreram duas pessoas, continua internado na Santa Casa da Capital. O paciente está consciente e orientado na enfermaria do hospital.

A vítima levou três tiros um nas costas e outros dois de raspão no rosto e ombro. O tiro nas costas está alojado próximo à coluna. A equipe médica ainda analisa a necessidade ou não de cirurgia para remoção.

Por enquanto, o hospital não confirma a possibilidade de sequelas. Na tarde desta sexta-feira, 28 de julho, o rapaz está passando por exames neurológicos. Diferente do que tem sido divulgado nas redes sociais, a vítima não está precisando de doação de sangue, segundo o hospital.

Atentado – O atentado ocorreu na tarde desta quinta-feira, 27 de julho, na Rua Zacarias Mourão, próximo ao Residencial Nelson Trad, no Jardim Carioca. O Uber tinha acabado de embarcar dois passageiros duas quadras antes.

O veículo passou a ser perseguido por uma caminhonete na qual havia homens armados. Os pistoleiros atiraram contra os dois passageiros atingindo também o Uber. Morreram os amigos Maickon Alves Marques e Reynam Felipe Vieira de Oliveira, ambos de 22 anos.

A suspeita é de acerto de contas. Isso porque Maickon Alves esteve envolvido em tiroteio que terminou em morte no Jardim Campo Alto, no dia 23 de julho, um domingo.

Veja Também