Campo Grande • 02 de dezembro de 2016 • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital | sexta, 07 de outubro de 2016 - 18h44Jhonny depõe e sai indiciado por tentativa de homicídioPolícia Civil ainda ouvirá outros envolvidos no caso antes de encerrar inquérito

  
Jhonny Celestino, de 19 anos, aparece em imagens de vídeo espancando um jovem, chega para depoimento (Foto: Roberto Okamura)
  • Jhonny Celestino, de 19 anos, aparece em imagens de vídeo espancando um jovem, chega para depoimento
  • Ronye Mattos, advogado de Jhonny Celestino, presta entrevista na delegacia, após depoimento do cliente (Foto: Roberto Okamura)
  • (Foto: Roberto Okamura)
  • (Foto: Roberto Okamura)
  • (Foto: Roberto Okamura)
  • (Foto: Roberto Okamura)
  • (Foto: Roberto Okamura)

Jhonny Celestino Holsback Belluzzo, de 19 anos, que aparece em imagens de vídeo espancando um jovem, juntamente com colegas, na Vila Jacy, em Campo Grande, prestou depoimento na tarde desta sexta-feira, 7 de outubro, na 1ª Delegacia de Polícia Civil, no Centro de Campo Grande. O rapaz estava acompanhado por familiares e pelo advogado Ronye Mattos.

Após ouvir o jovem, Fabiano Nagata, delegado responsável pelo caso, confirmou o indiciado por tentativa de homicídio. O laudo apontou que a vítima teve ferimentos leves, mas o delegado levou em conta a empolgação do rapaz durante e espancamento. A violência foi praticada após a vítima urinar no veículo de Jhonny .

Em conversa com os jornalistas, a mãe do rapaz defendeu o filho. Segundo ela, o filho é uma pessoa calma e que não tem temperamento explosivo. Ela mencionou ainda que o jovem está no 4º ano de administração na UFMS. “Meu filho trabalha desde os 16 anos como caixa de supermercado, e o que estão falando dele não é verdade, ele não pratica e nunca praticou modalidade de nenhuma de luta e que ele apenas faz academia”, mencionou. 

Gislainy ainda revelou que foi com o filho até a casa da vítima para que Jhonny pedisse desculpas, e que toda a sua família está sendo ameaçada e até amigos de seu filho já tiveram que registrar boletins de ocorrências. Conforme a mãe, a rotina da família mudou por completo “Queremos apenas que as ameaças acabem”, disse.

Após o depoimento, o advogado também falou com a imprensa. Ele disse que seu cliente reconhece seu erro, e que já procurou a vítima e está disposto a reparar qualquer tipo de dano que possa ter causado. “Vamos aguardar a conclusão do inquérito, e depois o encaminhamento para o ministério, e queremos apenas que a lei seja aplicada devidamente”, disse.

Ele também falou sobre as ameaças que a família de seu cliente vêm sofrendo. “Sabemos que o caso ganhou repercussão nacional (...) Temos que lembrar que vivemos em um estado de democracia, onde todos têm direito de defesa”, disse o advogado.

Já o delegado Fabiano Nagata informou que foi apurado crime de tentativa de homicídio. Ainda falta o indiciamento de Alessandro Ronaldo Mosca Junior, de 21 anos, que também aparece nas imagens agredindo a vítima. “Já recebemos o laudo e o mesmo já foi anexado ao processo.  A conclusão deve ocorrer até a semana que vem, e depois o processo vai ser encaminhado para o Judiciário, para que possa ser apreciado”, detalhou.

O delegado ainda disse que na próxima semana outra pessoa que estava no momento das agressões será ouvida e assim será avaliada a participação no caso. Nagata ressalta para outro fato em relação ao caso. “Pessoas estão colocando na internet, fotos com números de telefone falando que se trata de ser do Jhonny. Essas pessoas também serão responsabilizadas”, informou. 

Veja Também
square noticias uci
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - cirurgia.net
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2016 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento