Campo Grande •19 de Janeiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner águas guariroba - campanha dezembro

Valdelice Bonifácio | Quarta, 13 de Setembro de 2017 - 15h00Idosa de 91 anos morre atropelada na CapitalMotorista alegou ter passado mal, mas testemunha a viu falando ao celular

  
Verônica deixa 10 filhos, 30 netos e 25 bisnetos. (Foto: Marco Miatelo)
  • Verônica deixa 10 filhos, 30 netos e 25 bisnetos.
  • Gilberto Robalinho diz que esposa não fugirá às responsabilidades (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

A idosa Verônica Recaldi Fernandes, 91 anos, morreu atropelada na Avenida José Nogueira Vieira, no Bairro Tiradentes, em Campo Grande, na tarde desta quarta-feira, 13 de setembro. Ela deixava a calçada quando foi atingida por um veículo Fiat Uno, de cor branca, que era conduzido por Sirlene Robali, de 47 anos. A motorista alegou ter passado mal no volante e por isso perdeu o controle da direção. Contudo, testemunhas disseram que a condutora estava falando no telefone celular.

A motorista se abrigou em uma farmácia e não falou com a imprensa. O marido dela, o procurador Gilberto Robalinho, disse que a mulher estava em estado de choque, mas que não pretendia fugir às responsabilidades.

Familiares da vítima estavam revoltados no local. Eles criticaram o fato de o carro Fiat Uno que atropelou a idosa ter sido retirada do local antes da perícia chegar.

A própria polícia teve dificuldades de explicar a situação. Passada confusão, o sargento da PM Carlos Alberto, informou que o procedimento não é praxe, mas que a medida foi necessária. "Estavam com medo de o carro ser depredado, por isso ele foi levado para a delegacia, onde será periciado", explicou.  

Verônica deixou 10 filhos, 30 netos e 25 bisnetos.

Veja Também
PRF e Polícia Civil apreendem 19 fuzis com sargento na Dutra
Carreta de eucalipto fica destruída após pegar fogo
Caminhonete invade residência após bater em Fiat Uno
Jovem ferido por tiro de arma de pressão já está em casa
Integrante de quadrilha que furtava casas é preso
Jovem de 18 anos é encontrado morto pelo avô em Bonito
Homem morre em hospital após ser pisoteado por búfalo
Polícia persegue e prende caçador de animais silvestres
Trio é preso por tráfico de drogas em Dourados
Quinta, 18 de Janeiro de 2018 - 09h44Motociclistas assaltam adolescente em Dourados Crime aconteceu enquanto a vítima caminhava
Square notícia uci
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento