Menu
7 de dezembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Aquidauana

Homem é preso após manter gestante de 6 meses em cárcere privado

Acusado ainda teria dito que iria pegar ela na rua e a agredir com chutes até que perdesse o bebê

19 Nov2019Da redação07h20

Um homem, de 20 anos, foi preso depois de manter a namorada, de apenas 18 anos, e que está grávida de seis meses, presa por três dias em uma residência em Aquidauana, cidade localizada na região do Pantanal Sul-mato-grossense. A vítima foi encontrada pelo irmão, que também evitou que o criminoso a atingisse com uma facada.

À polícia, a jovem relatou que estavam juntos há seis meses, sendo que nos últimos 15 dias o homem teria ficado mais agressivo e tendo frequentes crises de ciúmes. Conforme as primeiras informações além dos xingamentos, o jovem também a proibiu de sair do quarto, destruiu os documentos pessoais da mulher e do filho e quebrou celular da vítima.

Caso ela conseguisse deixar o endereço, o acusado ainda teria dito que iria pegar ela na rua e a agredir com chutes até que perdesse o bebê. Diante do sumiço o irmão da vítima foi até o local, se deparou com a situação e acionou a Polícia Militar.

Momentos antes da chegada dos agentes, o suspeito ainda pegou uma faca e tentou agredir a mulher, mas foi impedido pelo cunhado. Ele foi preso em flagrante pelos crimes de tortura e cárcere privado, além da tentativa de lesão corporal e ameaça (violência doméstica) da vítima.

Veja Também

Homem em liberdade condicional é preso com droga em Patronato Penitenciário
Assaltante de mercado é preso pelo BPChoque
Homicídio Genro mata sogro a facada na Capital Vítima morreu na frente da esposa, filha e netos
Jamil Name deve voltar para o sistema penal de MS
Assaltante morre ao trocar tiros com policial militar
Adolescente suspeito de latrocínio é apreendido pela segunda vez
Maconha é apreendida em tanque de óleo vegetal
Após ser liberado por falta de vaga, acusado de matar taxista é levado à Unei
Fim de ano terá 3500 policiais nas ruas
Acusado de matar e esquartejar adolescente se apresenta e nega crime