Menu
6 de abril de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Crime ambiental

Homem é autuado em R$ 5 mil por manter 10 aves silvestres em cativeiro

Um dia antes do flagrante, acusado já tinha sido preso por disparos de arma de fogo

26 Fev2020Da redação11h05

Policiais militares ambientais de Cassilândia foram acionados pela Polícia Civil de Inocência, para os procedimentos administrativos (multa ambiental), contra um homem que mantinha 10 aves silvestres dentro de gaiolas em sua residência, na cidade. O infrator havia sido detido pela equipe da Polícia Civil no dia 24, por disparo de arma de fogo e na sua residência foram encontradas as aves.

A PMA foi até Inocência nesta terça-feira (25) e apreendeu as 10 aves silvestres, sendo quatro da espécie Curió, dois Canários-da-Terra, um azulão, um papa-capim, um coleirinho e um papagaio, além de 10 gaiolas e alçapões. Apesar de haver alçapões armados para captura, o infrator afirmou que ganhara todas as aves e que o papagaio pertencia a uma vizinha que deixara aos seus cuidados.

O infrator de 76 anos foi autuado administrativamente e multado em R$ 5.000,00. Ele também responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção. Os pássaros serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.

Veja Também