Menu
17 de fevereiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Crime ambiental

PMA de Amambai autua mulher em R$ 10 mil

Erosões degradando nascentes e matas ciliares e assoreando de córrego

14 Fev2020Da redação09h01

Em fiscalização em uma propriedade rural no município de Coronel Sapucaia, localizada a 40 km da cidade, Policiais Militares Ambientais de Amambai localizaram ontem (13) diversas erosões por ravinas e voçorocas e outras degradações ambientais por falta de conservação do solo, inclusive, em áreas protegidas de preservação permanente (APP).

Uma voçoroca era tão profunda que atingiu o lençol freático, bem como áreas protegidas de nascentes e matas ciliares, causando assoreamento de mananciais na propriedade. A falta de conservação do solo na fazenda fez com que ocorressem os processos erosivos e fossem carreados sedimentos, causando principalmente o assoreamento de um curso d’água que corta a propriedade. O gado bovino tinha acesso as áreas protegidas, o que contribuiu com os processos erosivos.

As atividades foram paralisadas e a infratora (51), residente em Coronel Sapucaia, foi autuada administrativamente e multada em R$ 10.000,00. A autuada também responderá por crime ambiental de degradação de área de preservação permanente (APP). A pena é de um a três anos de detenção.

A infratora foi notificada a apresentar junto ao órgão Ambiental Estadual um Plano de Recuperação de Área Degradada e Alterada (PRADA).

Veja Também

PM mata sogro e fere esposa durante briga
Depoimento de pai que matou filho é adiado
Estelionatário que vendia produtos falsificados é preso pela Decon
Quatro são presos com contrabando no Assentamento Itamaraty
Trabalhador é atropelado na Bandeirantes
Ação contra furtos em fazendas termina com homem preso e veículos apreendidos
Homem mata amigo a golpes de machado durante bebedeira
Adolescente morre com suspeita de overdose
Mulher tem pescoço cortado com facão por namorado
Homem é encontrado morto no Coophatrabalho