Menu
22 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Crime ambiental

Gaúcho é autuado em R$ 1,5 mil por ampliar rancho

Autor também responderá por crime ambiental de degradar área de preservação permanente

7 Dez2017Da redação08h46

Uma equipe de Policiais Militares Ambientais do Grupamento de Águas do Miranda em Bonito, realizava fiscalização no município na região conhecida como Pesqueiro do Noé, a 60 km da cidade de Bonito e localizou ontem (6), a ampliação e reforma em alvenaria de um rancho pesqueiro, à margem do rio Miranda, dentro da área de preservação permanente (APP) de matas ciliares, que é protegida por lei. O infrator construía sem autorização ambiental.

A PMA interditou as atividades. O infrator (61), residente em Canoas (RS), foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.500,00 pela construção ilegal. Ele também responderá por crime ambiental de degradar área de preservação permanente (APP) e, se condenado, poderá pegar pena de detenção, de um a três anos.

O autuado também foi notificado a apresentar projeto de recuperação de área degradada e alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental.

Veja Também