Menu
19 de setembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Meio Ambiente

Fazendeiro é multado por deixar animais morrerem de fome e sede

Pastagem estava totalmente degradada, em grande parte apresentando somente a terra nua sem gramínea

17 Mai2019Da redação13h59
(Foto: Divulgação)
  • (Foto: Divulgação)

Policiais Militares Ambientais de Cassilândia receberam denúncias de possíveis maus-tratos a animais, em virtude de abandono de gado sem pastagem, ou qualquer outro alimento e ainda com sede, em uma fazenda no município de Paranaíba.

A PMA foi ao local e verificou tratar-se de uma fazenda pertencente a um homem de 63 anos, residente em Três Lagoas. A equipe verificou que a pastagem estava totalmente degradada, em grande parte apresentando somente a terra nua sem gramínea e o gado não conseguia mais retirar alimento. Além disso, eram 270 cabeças de gado, muitos animais para o tamanho da área.

Todos os animais estavam extremamente debilitados e 17 reses estavam mortas pela desnutrição, bem como algumas deitadas ao chão sem conseguirem levantar-se. A PMA tentou contato com o proprietário, mas não conseguiu. Segundo informações, há mais de três meses não aparece ninguém na propriedade. Os Policiais verificaram que a sede da fazenda também estava abandonada e deteriorada.

A Polícia Militar Ambiental apreendeu o gado e acionou a Agência Sanitária Animal e Vegetal (IAGRO) para as providências relativas aos animais.

O infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 135.000,00 por maus tratos aos animais e mais R$ 10.000,00 pela degradação das matas ciliares do córrego. O autuado também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais, com pena de três meses a um ano de detenção e por degradação de área protegida de preservação permanente, com pena prevista CE um a três anos de detenção.

Veja Também

Capturada Jaguatirica ferida
Dois milhões em cocaína
Pagamento aos nascidos em setembro começa hoje
Denar deflagra operação contra tráfico
Ambulantes reclamam de ação violenta de fiscais em terminal de ônibus
Acusado confessa ter matado pai e filho encontrados carbonizados em poço
Agressores de mulheres deverão ressarcir custos com atendimento médico
Deco assume investigações sobre apreensão de helicóptero do tráfico
Estrangeiros são presos após furto em shopping
Nando chora em julgamento