Menu
3 de junho de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Feminicídio

Ex-namorado mata professora a tiros

Após o crime, o autor atirou contra a própria cabeça; ele foi socorrido e está internado em estado grave

30 Nov2019Da redação15h39

A professora Angela Maria Jorge, de 62 anos, e ex-diretora da Escola Estadual Bom Jesus, em Três Lagoas, foi assassinada a tiros na noite desta sexta-feira (29). O autor do crime é o ex-namorado dela Carlos Roberto Felipe, de 59 anos, que após matar a vítima tentou suicídio. Ele está internado em estado grave, segundo o site de notícias Hoje Mais.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima estava em um baile e ao avistar o autor pediu para que um amigo a levasse para casa. Neste momento, Carlos interveio e pediu para levá-la embora. Após a recusa da vítima, ele sacou a arma de fogo e efetuou dois disparos que atingiram o tórax da professora. Ela morreu no local. Na sequencia, o homem atirou contra a própria cabeça.

Uma equipe da Perícia Técnica da Polícia Civil compareceu no local, e apreendeu a arma de fogo, municiada com cinco cartuchos, sendo três deflagrados e dois intactos. A polícia encontrou dentro da carteira de Carlos uma carta escrita a mão com os seguintes dizeres: “Foi pela pessoa que tanto amo mas não foi correspondido".

O objeto estava no interior de seu carro, um Fiat Pálio de branco. O automóvel estava aberto com a chave no contato.  O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) como feminicídio. O autor está internado no Hospital Auxiliadora, em Três Lagoas.

(As informações são do site de notícias local Hoje Mais)

Veja Também

Pedreiro diz que agiu sozinho em assassinato de comerciante
Mãe é suspeita de estuprar filha de 6 anos
Barulho de rádio-comunicador entrega traficante durante abordagem da PRF
Delegado acusado de furtar cocaína volta para prisão
Suspeito de matar idoso é preso dois anos após o crime
Polícia Civil reconstitui duplo homicídio
Homem tenta matar esposa em Costa Rica
Junho começa com redução de flagrantes
Caminhão pega fogo na MS-276
Mapa mostra que 77% dos feminicídios acontecem dentro de casa