Campo Grande •20 de Julho de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner SEGOV - Emprego

Valdelice Bonifácio | Quinta, 11 de Maio de 2017 - 18h39Diretor negociou gado com ex-assessor de PuccinelliRodolfo Pinheiro Holsback esteve preso por ter sido flagrado portando munições

Sede da H2L Equipamentos foi alvo de busca e apreensão, nesta quinta-feira, na Operação Máquinas de Lama
Sede da H2L Equipamentos foi alvo de busca e apreensão, nesta quinta-feira, na Operação Máquinas de Lama (Foto: Luciano Muta)

O Grupo Empresarial Holsback e seu diretor Rodolfo Pinheiro Holsback, titular das empresas HBR Medical Equipamentos Hospitalares Ltda. e H2L Equipamentos e Sistemas Ltda., divulgaram nota na tarde desta quinta-feira, 11 de maio, sobre a investida da Polícia Federal (PF) nas sedes da empresa, na Operação Máquinas de Lama, quarta fase de Lama Asfáltica, que investiga um complexo esquema de corrupção e pagamento de propinas no governo de André Puccinelli (PMDB). Policiais cumpriram mandados de busca e apreensão nos endereços da empresa, conforme determinação judicial. Rodolfo Holsback, inclusive, acabou preso na operação, por ter sido flagrado com munições em seu apartamento.

“As empresas não possuem qualquer vínculo com as questões levantadas nas fases anteriores da operação Lama Asfáltica e não possuem qualquer ligação com as pessoas lá investigadas (...)Tanto não existe envolvimento das empresas com a operação, que nenhum sócio, diretor ou empregado das mesmas foi intimado para depor ou foi conduzido coercitivamente para fazê-lo”, diz a nota divulgada pela empresa.

Contudo, a empresa admite que a busca e apreensão foi deferida porque o diretor fez operação de compra e venda de gado com o Jodascil da Silva Lopes, o que, na visão da Polícia Federal, poderia significar simulação para pagamentos irregulares. Jodascil, ex-assessor de Puccinelli, teve a prisão preventiva decretada e até a publicação desta matéria não havia sido localizado, sendo considerado foragido da Justiça.

A compra e venda de gado, aliada a saques em dinheiro que as duas empresas fizeram nos anos de 2012 a 2014, levaram a suspeitas de possível envolvimento com o então servidor público, por força do que resolveu-se fazer a busca e apreensão, conforme explicação da própria empresa.

“As duas empresas declaram que não participaram de qualquer irregularidade envolvendo e referido servidor, nunca fizeram qualquer pagamento irregular para a realização de qualquer negócio, as licitações das quais participaram foram regulares e legais e não mantiveram qualquer negócio com o servidor tratando de licitações. Da mesma forma, todos os contratos mantidos pelas duas empresas, com entes públicos de todas as esferas ou privados, sempre seguiram rigorosamente todas as normas legais, nunca tiveram qualquer benefício ilegal e primam pela excelência dos serviços prestados”, assegura a empresa na nota.

A justificativa para os saques é que o grupo tem negócios variados em MS e em outros estados, como construção civil e desenvolvimento de pecuária em grande escala, o que exige uma forte movimentação financeira. De acordo com a empresa, todos os saques foram regulares e declarados.

Prisão - Na busca e apreensão realizada no apartamento onde reside o diretor Rodolfo Pinheiro Holsback, foram encontradas munições de revólver calibre 38 guardadas numa caixa. Tais munições, segundo Holsback, foram adquiridas há muitos anos e esquecidas no armário.

Contudo, o achado levou à prisão em flagrante do diretor, por porte ilegal de munição. Ele pagou fiança e foi liberado. “Sua ida à sede da Polícia Federal, portanto, não teve qualquer relação com a operação Lama Asfáltica ou com qualquer crime eventualmente cometido contra a administração pública”, diz a nota.

Na mesma nota, as empresas informam que colocaram-se prontamente à disposição da Polícia e da Justiça Federal e buscarão esclarecer os fatos investigados. “O Grupo reafirma seu compromisso com a sociedade e coloca-se à disposição dos seus clientes e parceiros para quaisquer outros esclarecimentos e lamenta profundamente a desnecessária exposição das mesmas na operação de busca e apreensão”, completa.

Máquinas de Lama – A Operação aponta que uma organização formada no governo de Puccinelli desviou recursos públicos por meio do direcionamento de licitações públicas, superfaturamento de obras públicas, aquisição fictícia ou ilícita de produtos e corrupção de agentes públicos. Os recursos desviados passaram por processos de ocultação da origem, resultando na configuração do delito de lavagem de dinheiro.

Os prejuízos causados pela organização criminosa ao erário, levando-se em consideração os sobrepreços e desvios em obras públicas e as propinas pagas tem um valor aproximado de R$ 150 milhões.

Foram cumpridos oito mandados de condução coercitiva, um inclusive, teve como alvo André Puccinelli (PMDB) que prestou depoimento à PF. Puccinelli está usando uma tornozeleira e precisa pagar fiança de R$ 1 milhão. Além disso, não pode viajar sem autorização da Justiça. André Júnior também foi levado coercitivamente à PF.  

A PF ainda precisa cumprir um mandado de condução coercitiva, de Mauro Cavalli, ex-assessor de Puccinelli, e suposto “laranja” do ex-governador. Duas pessoas estão presas e uma terceira é procurada. Foram presos o dono da Gráfica Alvorada, Micherd Jafar Junior, o ex-secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) André Cance. A PF ainda precisa encontrar Jodascil da Silva Lopes para cumprir o terceiro mandado de prisão.

No total, houve 32 mandados de busca e apreensão, além do sequestro de valores nas contas bancárias de pessoas físicas e empresas investigadas. As medidas foram cumpridas em Campo Grande, Nioaque, Porto Murtinho, Três Lagoas, São Paulo/SP e Curitiba/PR. A operação Máquinas de Lama teve a participação de aproximadamente 270 Policiais Federais, servidores da CGU e servidores da Receita Federal.

Veja Também
Quinta, 20 de Julho de 2017 - 11h50Irmãs são flagradas furtando picanha, chocolates e roupas de supermercado Alguns produtos foram furtados no dia anterior
Ameaçados, agentes penitenciários federais pedem apoio do governo
Quinta, 20 de Julho de 2017 - 11h20Turista goiano preso por transporte de pescado Autor estava em uma caminhonete Mitsubishi L-200
Incêndio destrói galpão de petroquímica
Colisão entre carreta e carro de passeio deixa três mortos na BR-267
Mãe e filha morrem após carro cair de ponte em rio
Quinta, 20 de Julho de 2017 - 08h51Bolívia apreende uma tonelada de cocaína perto da fronteira com o Brasil Além disso, policiais apreenderam pequeno avião e armas no lugar onde drogas foram encontradas, mas ninguém foi preso
Quinta, 20 de Julho de 2017 - 06h59Mesmo com alarme oficina é assaltada Oficina foi furtada, autor conseguiu fugir e vítima foi avisada pela polícia
Caseiro assassino diz que era humilhado por Silveira
Mulher é presa na rodoviária de Dourados com droga, munições e arma
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento