Campo Grande • 02 de dezembro de 2016 • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Valdelice Bonifácio | segunda, 12 de setembro de 2016 - 17h12Delegacia investiga desova de animais na CapitalProtetores independentes dizem ter encontrado cães agonizando no local

Imagens de animais descartados em chácara foram divulgadas nas redes sociais por protetores de animais
Imagens de animais descartados em chácara foram divulgadas nas redes sociais por protetores de animais (Foto: Reprodução/Facebook)

A Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista (Decat) abriu investigação sobre um suposto ponto de desova de animais domésticos, em uma chácara no Bairro José Abrão, na saída para Rochedo, em Campo Grande.  “Os policiais estiveram no local na manhã desta segunda-feira e encontraram carcaças de animais. Pedimos a remoção (...) A investigação já está aberta”, disse a delegada Roseli Molina ao Diário Digital.

O caso foi denunciado nas redes sociais da internet, neste fim de semana, por meio de postagens feitas por protetores independentes de animais. Fotografias e imagens de vídeo foram divulgadas. Segundo uma protetora, na área  havia animais agonizando dentro de sacos e caixas. Um cão boxer foi resgatado.

“Mas lá tinham outros animais agonizando também. Tinha uma caixa fechada com filhotes de gatinhos. Ela (protetora) os soltou lá mesmo (...) Galo de macumba amarrado.... Não dá pra continuar assim!”, disse a protetora que pediu a outros parceiros que ajudassem a socorrer os animais e a filmar a situação para denunciar à Decat.

Contudo, nenhuma denúncia formal foi feita à delegacia.  “Trata-se de um hábito equivocado das pessoas que ficam denunciando nas redes sociais e não formalizam a queixa na delegacia. Como a polícia poderá investigar, se não for acionada?”, reclama a delegada. A polícia vai investigar  crime de maus tratos e descarte de animais no meio ambiente.

A delegada alerta que animais mortos não podem ser descartados no meio ambiente. O correto é acionar a prefeitura que mantém contrato com a concessionária Solurb para recolher e dar a destinação correta às carcaças.

Marcha - Também pelas redes sociais protetores estão organizando uma marcha contra maus tratos de animais. O evento está marcado para o próximo domingo, dia 18 de setembro, na Rua 14 de Julho esquina com a Afonso Pena, a partir das 9h.

Veja Também
square noticias uci
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - cirurgia.net
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2016 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento