Menu
16 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Rio Brilhante

Padrastro é preso após abusar de criança de 5 anos

“Não sei o que aconteceu”, disse agressor à polícia ao ser preso em flagrante

1 Ago2017Mel Coelho, em colaboração ao Diário Digital.15h51

Uma criança de 5 anos foi abusada sexualmente pelo padrasto de 36 anos no domingo (30) no bairro Pró Moradia XV, em Rio Brilhante, logo após a mãe sair para comprar cigarro. Acusado foi preso em flagrante, ele morava com a mãe da vítima e mais outra criança também menor de idade.

De acordo com o site Rio Brilhante em Tempo Real, o ato aconteceu logo após ele ir ao banheiro e ver as crianças tomando banho, neste momento ele foi até o box do banheiro e começou a passar seu órgão genital, por várias vezes no corpo da menina de 5 anos, não satisfeito o suspeito ainda teria introduzido seu dedo nas partes intimas da criança. A mãe da vítima havia saído para comprar cigarro para o acusado em um bar próximo a residência.

Quando a mãe da criança voltou, e foi trocar as filhas, a criança começou a chorar reclamando de dores no corpo. Ela perguntou ao suspeito se ele teria feito algo com a menina, ele negou. A mãe então decidiu levar a criança até o hospital, mas o suspeito tentou impedir com medo de ser descoberto.

Porém a mãe pegou as crianças e foi atrás de ajuda. Logo após atendimento no hospital ela foi até a Delegacia de Polícia Civil onde relatou o ocorrido. Imediatamente os policiais militares foram deslocados ate a residência, onde efetuaram a prisão em flagrante do suspeito.

Questionado o suspeito confessou o crime e disse que não sabe o que aconteceu para ele ter feito isso “Não sei o que aconteceu” contou padrasto em depoimento a polícia.

Ele foi preso por estupro de vulnerável, na qual a pena varia de 8 a 15 anos de reclusão. Já a criança foi entendida pelo Conselho Tutelar e passara por exames e acompanhamento.

A Polícia, Conselho Tutelar e Vara da Infância e Juventude, orientam os pais e responsáveis a ficarem atentos a qualquer situação de mudança de comportamento em crianças e adolescentes, ou outros tipos de postura. E diante de qualquer suspeita procurar as autoridades.

Isso pode indicar que aquela criança ou adolescente esta sofrendo algum tipo de abuso. Na maioria dos casos os agressores estão dentro de casa ou é uma pessoa próxima.

Disque 100, é gratuito, ou procure a Delegacia ou Conselho Tutelar mais próximo e denuncie.

Veja Também