Menu
24 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner FIEMS - Mês da Industria
Jogo Baleia azul

Com repercussão de ‘jogo da Baleia azul’, polícia pede para que pais dialoguem com filhos

“É necessário sempre acompanhar os filhos em qualquer lugar, verificar tudo, atenção total e diálogo", afirma polícia

19 Abr2017Dayene Paz13h11

Tem tomado repercussão mundial o jogo da ‘Baleia azul’, no qual o último desafio é tirar a própria vida. Com isso, muitos pais estão preocupados e desorientados sobre como agir. Hoje, um rapaz que se identifica como Lucas, afirmou pelo WhatsApp que envenenaria crianças de escolas de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, mas a mesma mensagem está sendo divulgada em Itapema, Santa Catarina. Ainda não há a real identificação sobre a autoria dessas mensagens que estão repercutindo na rede e nem se são verdadeiras. “De toda forma é um crime, e é um crime grave”, afirmou o delegado Wellington de Oliveira.

A polícia afirma que as delegacias especializadas em proteção a criança e ao adolescente, trabalham para identificar a origem das mensagens e pede cautela aos pais. “É necessário sempre acompanhar os filhos em qualquer lugar, verificar tudo, atenção total e diálogo, porque isso é uma missão dos pais”, orienta o delegado.

Wellington também afirma que, além da prevenção, é necessário conversar sobre o assunto. “É necessário falar, conversar, para mostrar que nada disso leva a algo bom. Também para que não aceitem nada de estranhos”, termina.

 

Veja Também