Menu
6 de abril de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Operação Carnaval

Com fiscalização intensa, 22 condutores são presos por embriaguez na Capital

Segundo a PM ainda houve redução de 30% em casos envolvendo acidentes de trânsito com vítimas no Estado

26 Fev2020Da Redação17h32

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) divulgou nesta quarta-feira (26) um balanço da Operação Carnaval 2020. Em Campo Grande, nos cinco dias de folia foram registrados 495 boletins de ocorrências na Polícia Civil e 51 pessoas foram presas. A maior parte das ocorrências foi na área central da cidade onde houve o carnaval de rua e no trânsito durante a fiscalização da Lei Seca.

Segundo dados do Batalhão de Polícia Militar de Trânsito (BPMTran) da Capital, durante blitz de fiscalização 790 condutores passaram pelo teste do bafômetro, sendo que 196 testes deram positivos para o consumo de álcool e 22 pessoas acabaram presas em flagrante por embriaguez.

Apesar das prisões, os números mostram uma redução de 30% em casos envolvendo acidentes de trânsito com vítimas no Estado. Segundo a PM (Polícia Militar), o resultado positivo se deve a intensificação das fiscalizações da Lei Seca, com apoio do Departamento de Estado de Trânsito (Detran/MS). Conforme levantamento, em 2019 foram registrados 75 casos de acidentes com vítimas. Neste ano, com o reforço das fiscalizações, o número de ocorrências caiu para 53.

Para o Comandante-Geral da Polícia Militar, coronel Waldir Ribeiro Acosta, os índices foram satisfatórios. “Isso é muito importante. Quando o policial faz a blitz ou bloqueio, costumo dizer que nós fazemos o serviço de clínico geral. Tudo que está de anormal naquele veículo a gente observa. Tivemos ocorrências em que pessoas foram presas por estarem com mandado de prisão em aberto. Tivemos armas de fogo apreendidas, além de veículos recuperados de roubo ou furto”.

No total, foram 567 autos de infração. Sendo 48 condutores autuados por não possuir habitação, 22 por não possuir documento do veículo e mais 155 habilitações (CNHs) recolhidas.

Além disso, 45 carros e 35 motocicletas foram encaminhadas ao pátio do Detran/MS.

Sobre as ocorrências registradas nas duas Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário da Capital (DEPACs), a maior parte, 363 boletins, foi registrada na unidade do Centro, região onde foi realizado o carnaval.  A maioria dos flagrantes foi de embriaguez ao volante, furto, roubo e tráfico de drogas.

Também foram cumpridos 13 mandados de prisão, sendo seis na Depac Centro e sete na Depac Cepol, onde quatro adolescentes foram apreendidos.

Reforço – Em cidades do interior, houve aumento de efetivo nos municípios que solicitaram. Os policiais foram distribuídos nas cidades de Corumbá, Bonito, Costa Rica, Jardim e Porto Murtinho. Em Campo Grande, os policiais operaram em regime de plantão ordinário com escala normal e nos três pontos de maior concentração receberam reforço: Praça do Papa, Avenida Fernando Corrêa da Costa e Esplanada Ferroviária.

Durante a Operação Carnaval, a PM abordou mais de 15 mil pessoas em todo estado e apreendeu 14 armas e cumpriu 23 mandados de prisão que estavam em aberto.

Corpo de Bombeiros Militar - O Corpo de Bombeiros Militar também informou que entre o período de 21 e 26 de fevereiro contou com 220 militares na operação para atender um  total 1.199 ocorrências,  439 com vítimas que precisaram de socorro em todo o Estado. Em Campo Grande, foram atendidas 286 ocorrências, sendo 152 vítimas socorridas. 85 militares participaram da operação na Capital.

 

 

 

 

 

Veja Também