Menu
23 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Crime resolvido

Cinco pessoas são presas por latrocínio em Três Lagoas

Crime ocorreu na dia 31 de dezembro

6 Jan2017Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital19h00

Na quinta-feira (05), a Polícia Civil através do Setor de Investigações Gerais (SIG) prendeu os acusados da morte de Rosalvo de Oliveira Nogueira, 56 anos, no dia 31 de dezembro no cruzamento da Avenida Clodoaldo Garcia com a Rua Coronel Camisão, bairro Vila Haro em Três Lagoas.

Foram presos Viviane Aparecida Nunes de 25 anos, conhecida como “Biu”, o casal Leonardo Ponciano de Melo de 39 anos, conhecido como “Sombra” e Ana Paula Flores Gomes de 25 anos, Weverton Henrique da Silva Araújo o “Do gueto” de 20 anos, sua esposa Vanessa Valéria de Freitas de 32 anos a "Zoio de gato”.

 A Polícia Civil ao tomar conhecimento do crime de homicídio ocorrido na madrugada do último dia 31, iniciou a investigação inicialmente registrada como homicídio doloso. Ocorre que durante análise de câmeras instaladas em um estabelecimento comerciais da região, constataram que foi registrado o momento em que a vítima foi agredida por várias pessoas. Assim então passaram a investigar e chegou até os acusados, que foram localizados e conduzidos até a sede do SIG.

A princípio a autoria do crime foi negada, mas ao tomarem conhecimento das provas obtidas pela polícia, Viviane, Leonardo e Ana Paula, confessaram a autoria do crime, indicando também os demais, no caso Weverton e Vanessa, sendo que eles negaram ter participado do crime.

Todos os envolvidos no crime têm passagens pela polícia e são usuários de drogas e garotas de programa, e tem como ponto a região onde aconteceu o crime. O que teria ocorrido foi um latrocínio (Roubo seguido de morte), onde a vítima teria sido atraída para manter relação sexual com Viviane, após se encontrarem em um bar conhecido como bar da Nalva, sendo que a vítima foi levada até uma Rua escura nos fundos do bar, onde foi atacada por Leonardo e Viviane enquanto Ana Paula aguardava na esquina.

No momento do ataque, Rosalvo foi agredido a socos, chutes e também com golpes de faca, momento em que lhe roubaram R$50,00 um boné e seu aparelho celular.

Acusados estão presos na 1ªDP de Três Lagoas até a conclusão do inquérito policial. 

Veja Também