Menu
21 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Corpo Corbonizado

Cheques indicam que agrônomo emprestava a juros

Corpo carbonizado que possivelmente pertence a agrônomo de 69 anos está no IMOL

11 Jul2017Da redação16h38

Peritos da Polícia Civil encontraram cheques pré-datados na residência do agrônomo Sebastião Mauro Fenerich, 69 anos, indicando que ele estaria emprestando dinheiro a juros. Fato que será investigado. A polícia trabalha com a hipótese de que o corpo encontrado carbonizado no porta-malas de um veículo no Jardim Seminário, em Campo Grande, seja dele. Os restos mortais estão no Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) para exames.

Por enquanto, a Polícia Civil evita falar em agiotagem, pois as investigações ainda estão no início. Os valores dos cheques eram pequenos e de pessoas diferentes, segundo policiais. O agrônomo morava na Vila Planalto. Na casa dele, os peritos também recolheram duas armas de fogo e munições. Familiares da vítima estão vindo de São Paulo para reconhecerem o corpo. 

Veja Também