Campo Grande •22 de Outubro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Rota das Estações - Primavera

Da redação com Agência Brasil | Sexta, 21 de Abril de 2017 - 14h11Fortaleza tem policiamento reforçadoTemendo novos ataques policiamento foi reforçado no feriado de Tiradentes

As ações de policiamento neste feriado de Tiradentes (21) foram reforçadas para evitar novos ataques a veículos do transporte público em Fortaleza. Segundo a Polícia Militar, 346 agentes, de todos os comandos da corporação, atuarão na segurança na capital cearense, com atenção especial aos bairros onde ônibus foram incendiados. Além desse efetivo, segundo o secretário da Segurança do Ceará, André Costa, o esquema envolve o monitoramento das linhas de ônibus com o auxílio de helicópteros e a permanência da escolta de veículos em comboio.

“Também temos o reforço da Polícia Civil, para que vá atrás, busque e verifique as informações e faça mais prisões. O que não podemos é permitir que alguém saia impune de tudo o que aconteceu.” Os ataques em Fortaleza começaram na tarde de quarta-feira (19) e já têm o saldo de 24 veículos incendiados, sendo 21 ônibus e três carros de órgãos públicos, três delegacias e duas agências bancárias alvejadas com disparos de armas de fogo e 16 pessoas presas.

Em todos os episódios envolvendo ônibus do transporte regular de passageiros, as pessoas foram retiradas dos veículos. Mesmo assim, dois trabalhadores se feriram. Na quarta, um motorista teve dificuldades de se soltar do cinto de segurança e teve queimaduras leves. Já ontem (20), um cobrador, deficiente físico, não conseguiu sair e sofreu queimaduras em 90% do corpo. Ele está internado no Instituto Dr. José Frota (IJF) e seu estado é considerado grave.

A investigação dos ataques está a cargo da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), que analisa algumas possíveis causas. Um delas faz menção a transferências de internos de unidades penitenciárias do Ceará. Já outra se refere a supostas cartas encontradas em locais onde ônibus foram queimados assinadas por uma facção criminosa chamada Guardiões do Estado (GDE).

Veja Também
Sábado, 21 de Outubro de 2017 - 15h14PMA prende funcionário de pedreira por posse de rifle ilegal Polícia Militar Ambiental deu voz de prisão e conduziu o infrator
PM prende autor de tentativa de homicídio em Mundo Novo
Universitário morre em acidente da MS-156
Cavalo morto em córrego de Três Lagoas é carregado por enxurrada
Homem é baleado após dançar com mulher em Três Lagoas
Estudantes mortos em ataque a tiros em Goiânia serão enterrados neste sábado
Mulher é presa com drogas e entrega esquema de tráfico em Batayporã
Homem escapa de morrer duas vezes em Mundo Novo
Duas pessoas são autuadas por exploração ilegal de madeira
PRF apreende mais de 8 kg de cocaína em tanque de combustível
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento