Menu
21 de maio de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega banner Topíssima
Meio Ambiente

Arrendatário de terras é multado por desmatar matas ciliares

Infrator foi multado em R$ 10 mil e terá que recuperar área degradada

20 Abr2019Da redação12h15

Durante fiscalização ambiental em propriedades rurais do município de Rochedo, Policiais Militares Ambientais de Campo Grande em uma fazenda, o desmatamento ilegal de matas ciliares (Área de Preservação Permanente - APP) de um córrego denominado Bálsamo, que corta a propriedade, sem autorização ambiental.

O pecuarista realizava a derrubada de árvores para exploração de madeira com a devida licença ambiental, em que diversas árvores isoladas tinham sido derrubadas. Em vistoria de conferência das condicionantes da licença, a equipe verificou que o infrator, com uso de máquinas havia derrubado a vegetação ciliar do córrego e realizado a terraplenagem, possivelmente para a passagem de maquinário, inclusive, uma plantadeira de grande porte, que estava dentro do córrego com o trator que a puxava.

Duas máquinas de esteiras que estavam no local e que foram utilizadas na degradação da área protegida foram apreendidas. O gerente da propriedade informou quem era o proprietário da fazenda, o qual afirmou aos Policiais que a propriedade estava arrendada, indicando quem era o arrendatário, o qual havia realizado a infração.

A equipe localizou o arrendatário (45), residente em Campo Grande, que foi autuado administrativamente e multado em R$ 10.000,00. O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental Estadual um plano de recuperação da área degradada e alterada (PRADA).

Veja Também