Menu
24 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Campo Grande

Ciclista baleado já havia sofrido duas tentativas de roubo

Mãe suspeita que autores sejam o mesmo de outras tentativas

13 Jan2017Elaine Silva - Especial para Diário Digital10h46

O grupo que pedalava junto com um ciclista, que foi baleado ontem em um assalto já evitava realizar passeios noturnos, por temer a assaltos, de acordo com Catiuce da Silva, 35 anos. A mulher é mãe do jovem Jhonatan da Silva Souza,18 anos, baleado na noite de ontem, após reagir a assalto na rua Tupi, no  Jardim Antártica.  

Catiuce acredita que os bandidos tenham marcado seu filho, já que o rapaz foi alvo duas vezes de tentativa de roubo. “Meu filho não tem briga com ninguém, ele foge de brigas”, relata a mãe.

Segundo a mulher, na primeira vez ele estava indo para a escola, com o fone de ouvido, quando dois motoqueiros pararam e anunciaram o assalto. A vítima reagiu e recebeu uma coronhada na cabeça, momento em que uma vizinha viu e gritou. Os bandidos fugiram.

Na segunda tentativa de roubo que o rapaz sofreu, ele estava levando a namorada para o ponto de ônibus. "No momento em que eles estavam descendo da motocicleta ele correu para uma conveniência”, relata a mãe.

Baleado - Ontem, Jhonatan estaria com um grupo de aproximadamente 10 ciclistas e iriam para a Orla Morena. Na rua Tupi, dois motoqueiros abordaram o rapaz, que reagiu e foi baleada. Ele foi atingido na lombar e está internado na Santa Casa de Campo Grande.

 

Veja Também