Menu
26 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Fronteira

Ambulante é morto e corpo é desovado em plantação de soja

Vítima estava desaparecida há três dias

3 Fev2017Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital16h45

O corpo de Guilherme Valério Duré de 51 anos, vulgo “Guila” foi encontrado nesta sexta-feira (3) em meio à uma plantação de soja nas proximidades de uma colônia na cidade de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã. Vitima estava desaparecida há três dias.

Guilherme que era vendedor ambulante apresentava sinais de tortura e um tiro de arma de fogo de calibre 22 na cabeça, um corte possivelmente de faca no rosto, ainda tinha uma corda enrolada no pescoço.

De acordo com o site Porã News, ele teria sido enforcado ou foi puxado pelo veiculo que o levou até o local da execução. O corpo foi localizado por populares que realizavam limpeza na região, que comunicaram o fato aos agentes da Policia Nacional.

O promotor de justiça Oscar Samuel Valdez e os agentes da Divisão de Homicídios e da Divisão de Criminalística, após realizar os trabalhos encaminharam o corpo ao IML, onde o irmão da vitima o reconheceu.

Conforme a Polícia a execução do vendedor ambulante poderia ser um ajuste de contas do crime organizado que teria sequestrado a vitima na fronteira e posteriormente o executado e abandonado seu corpo no meio da plantação de soja no Paraguai.

Veja Também