Campo Grande •23 de Maio de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Corrida de Outono patrocinadores

Valdelice Bonifácio, com TV MS Record | Sexta, 17 de Março de 2017 - 19h30Agressores do lava jato cometeram homicídio, diz MPProcurador-geral não concorda com tese de brincadeira defendida pelos autores

Mãe de Wesner, Marissilva Moreira da Silva, participou de manifestações na rua que clamaram por justiça
Mãe de Wesner, Marissilva Moreira da Silva, participou de manifestações na rua que clamaram por justiça (Foto: Marco Miatelo)

O Ministério Público Estadual (MPE) decidiu que a morte de Wesner da Silva de Oliveira, 17 anos, deverá ser tratada como homicídio doloso – quando há intenção de matar. O jovem foi vítima de agressão em um lava jato em Campo Grande, no dia 3 de fevereiro.  Ele teve uma mangueira de alta pressão introduzida no corpo e morreu dias depois  na Santa Casa da Capital.

Os autores do crime Thiago Giovanni Demarco Sena, 20 anos, e Willian Henrique Larrea, 30, respondem pelo crime em liberdade. A defesa da dupla alega que não houve intenção de matar, visto que a lesão ocorreu durante uma brincadeira entre os três. Por isso, até aqui havia a dúvida se o caso deveria ser tratado como homicídio ou lesão corporal grave seguida de morte.

Porem, na tarde desta sexta-feira, 17 de março, o procurador-geral de Justiça, Paulo Passos, convocou uma entrevista coletiva para esclarecer o posicionamento no Ministério Público a quem cabe denunciar autores de crimes. O procurador vai encaminhar o processo para a promotora Lívia Bariani, da 18ª Promotoria de Justiça. Ela oferecerá denúncia por homicídio doloso para que os autores sejam julgados no Tribunal do Júri.

Conforme o procurador, sua decisão foi baseada em provas do processo. “O que ocorreu não foi uma brincadeira, sim um homicídio”, definiu o procurador-geral. Um pedido de prisão preventiva dos autores do crime segue em análise pelo Poder Judiciário.

(Com informações da TV MS Record)

Veja Também
Casal é preso transportando 16,6 quilos de maconha em ônibus interestadual
Tucano ferido é capturado pela Polícia Militar Ambiental da Capital
Grupo é preso após furto em mercearia
Não há agentes suficientes para presídios, afirma Sinsap
PF apreende entorpecente em caixas de pizzas
Familiares procuram rapaz que desapareceu após sair para trabalhar
Fuga na máxima contava com 5 participantes
Temer reúne ministros e base aliada e pede que Congresso trabalhe normalmente
Segunda, 22 de Maio de 2017 - 08h27Idosa é estuprada em Dourados Após crime, estuprador levou embora calcinha da mulher, dizendo que "seria mais uma para a coleção" dele
Perseguição acaba com assaltante batendo em poste
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - cirurgia.net
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento