Campo Grande •25 de Fevereiro de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Banner Governo do Estado - Campanha Carna AIDS

Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital | Quarta, 11 de Janeiro de 2017 - 19h00Adolescente abastecia raves da Capital com LSD e ecstasyDroga chegava pelos Correios, vinda de São Paulo e Paraná; mãe e irmã estão presas

  
Luciana de Matos foi presa por favorecimento ao tráfico e Letícia e o adolescente por tráfico de drogas (Foto: Marco Miatelo)
  • Luciana de Matos foi presa por favorecimento ao tráfico e Letícia e o adolescente por tráfico de drogas
  • Mãe e irmã do adolescente. (foto: Marcos Miatelo)

Uma equipe da Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico (Denar), de Campo Grande, apreendeu um adolescente de 17 anos com 102 comprimidos de ecstasy e 100 comprimidos de LSD, perto do Shopping Norte Sul, nesta terça-feira, 10 de janeiro.

Apreensão ocorreu após denuncia de que havia comercialização de drogas na área. O adolescente foi apreendido perto do Fort Atacadista, com uma capa de DVD onde escondia as drogas.

Assim que a apreensão foi efetuada, uma equipe de policiais se deslocou até a residência do garoto na Vila Bandeirante, onde encontrou 1312 micropontos de LSD, 679 comprimidos de ecstasy, além de R$ 6,1 mil em dinheiro e ecstasy liquido que era pingado em cubos de açúcar e vendido.

Conforme o delegado da Denar, João Paulo Sartori, a droga chegava através dos Correios e vinham de São Paulo e do Paraná.

Também foram apreendidos 10 comprimidos de ecstasy e uma porção de maconha na bolsa de Adria Letícia de Matos Taves, de 23 anos, irmã do adolescente. Para a polícia ela disse que havia roubado a droga do irmão. No quarto da mãe Luciana de Matos Santos, de 50 anos, foi encontrado um tablete de maconha. “Eu não sabia que meu filho vendia drogas”, afirmou a mulher.

De acordo com a polícia, as drogas eram revendidas em festas raves em Campo Grande, onde o LSD era comercializados por valores entre R$ 20 e 30 reais, e o comprido de ecstasy eram comercializados a R$ 60 reais.

Luciana de Matos foi presa por favorecimento ao tráfico e Letícia e o adolescente por tráfico de drogas.

Veja Também
Ex-goleiro nunca prestou auxílio ao filho com Eliza
Ex-goleiro Bruno deixa a prisão depois de seis anos
Traficante é preso em Três Lagoas com mais de 6 kg de crack
Caminhão é apreendido transportando drogas em fundo falso
Após motim e morte, internos serão transferidos
Advogado pede revogação da prisão de filho de Pelé
Internos são encaminhados para 2º Distrito Policial de Dourados
Encerrada situação de crise na Penitenciária Estadual de Dourados
Sexta, 24 de Fevereiro de 2017 - 11h28Jovem é baleado enquanto caminhava Autores estavam com um veículo sedan prata
Quadrilha que planejava roubar Bradesco é presa
Ótica Diniz
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - cirurgia.net
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento