Campo Grande •11 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner SEGOV - Governo Presente 3 DETRAN/DESAFINADOS

Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital | Quarta, 11 de Janeiro de 2017 - 19h00Adolescente abastecia raves da Capital com LSD e ecstasyDroga chegava pelos Correios, vinda de São Paulo e Paraná; mãe e irmã estão presas

  
Luciana de Matos foi presa por favorecimento ao tráfico e Letícia e o adolescente por tráfico de drogas (Foto: Marco Miatelo)
  • Luciana de Matos foi presa por favorecimento ao tráfico e Letícia e o adolescente por tráfico de drogas
  • Mãe e irmã do adolescente. (foto: Marcos Miatelo)

Uma equipe da Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico (Denar), de Campo Grande, apreendeu um adolescente de 17 anos com 102 comprimidos de ecstasy e 100 comprimidos de LSD, perto do Shopping Norte Sul, nesta terça-feira, 10 de janeiro.

Apreensão ocorreu após denuncia de que havia comercialização de drogas na área. O adolescente foi apreendido perto do Fort Atacadista, com uma capa de DVD onde escondia as drogas.

Assim que a apreensão foi efetuada, uma equipe de policiais se deslocou até a residência do garoto na Vila Bandeirante, onde encontrou 1312 micropontos de LSD, 679 comprimidos de ecstasy, além de R$ 6,1 mil em dinheiro e ecstasy liquido que era pingado em cubos de açúcar e vendido.

Conforme o delegado da Denar, João Paulo Sartori, a droga chegava através dos Correios e vinham de São Paulo e do Paraná.

Também foram apreendidos 10 comprimidos de ecstasy e uma porção de maconha na bolsa de Adria Letícia de Matos Taves, de 23 anos, irmã do adolescente. Para a polícia ela disse que havia roubado a droga do irmão. No quarto da mãe Luciana de Matos Santos, de 50 anos, foi encontrado um tablete de maconha. “Eu não sabia que meu filho vendia drogas”, afirmou a mulher.

De acordo com a polícia, as drogas eram revendidas em festas raves em Campo Grande, onde o LSD era comercializados por valores entre R$ 20 e 30 reais, e o comprido de ecstasy eram comercializados a R$ 60 reais.

Luciana de Matos foi presa por favorecimento ao tráfico e Letícia e o adolescente por tráfico de drogas.

Veja Também
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento