Campo Grande •29 de Março de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Valdelice Bonifácio e Mariel Coelho, especial para o Diário Digital | Quarta, 14 de Setembro de 2016 - 18h15Adolescente diz ter sido sequestrada na CapitalJovem foi rendida nas proximidades do Terminal Morenão na manhã desta quarta

  
Familiares da vítima acompanham a adolescente à delegacia, onde ela presta depoimento (Foto: Roberto Okamura)
  • Familiares da vítima acompanham a adolescente à delegacia, onde ela presta depoimento
  • Suposto sequestro foi denunciado na Delegacia de Polícia da Piratininga (Foto: Roberto Okamura)

Uma adolescente de 17 anos denunciou à Polícia Civil ter sido sequestrada por desconhecidos na manhã desta quarta-feira, dia 14 de setembro, em Campo Grande. Ela conta que foi rendida após deixar o Terminal Morenão atendendo o chamado de um homem que disse que uma colega a esperava no carro. Ao chegar ao veículo, uma mulher armada fez ameaças e a obrigou a entrar no carro.

O sequestro ocorreu por volta das 9h50, quando a jovem estava se deslocando para o trabalho. O homem a chamou na catraca do terminal. O desconhecido sabia o nome da moça e disse a ela que “Camila” a aguardava no carro estacionado perto do terminal. “A Camila do colégio?”, perguntou a jovem. O homem respondeu que sim e ela o seguiu achando que a amiga a esperava no veículo.

Contudo, ao chegar ao carro foi rendida por uma mulher armada. O homem e a mulher seguiram com a vítima para a região do Jardim Aeroporto. Eles estacionaram no quintal de uma casa de madeira “mal construída e estranha”, segundo relato da vítima. O homem e a mulher desceram e deixaram a adolescente trancada no veículo por cerca de duas horas.

A jovem conseguiu encontrar seu celular que fora tomado pelo casal, mas esquecido no carro, e digitou a palavra "socorro" em mensagem para a irmã. A mulher que observava de longe percebeu que a jovem usava o telefone celular. Os sequestradores então tomaram o aparelho da moça e a levaram para uma estrada onde a deixaram.

Além do telefone, eles também ficaram com a bolsa da jovem. A adolescente encontrou uma senhora que a socorreu e chamou a polícia. “Nossa família não tem rixa com ninguém (...) Parece que foi só para dar um susto nela, mas queremos saber o que aconteceu”, disse a irmã da vítima.

A adolescente está relatando o caso à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Piratininga que deverá investigar o crime após o registro da ocorrência.

Veja Também
Guarda Municipal é a primeira do País a fazer curso da PF
Advogado afirma que cliente suspeito de desmanche é inocente
Câmeras flagram furto de S-10 levada a desmanche
Corpo de homem é incendiado e jogado em poço
Quadrilha usava nomes de usuários de crack
Terça, 28 de Março de 2017 - 11h31Jovem tentar assaltar mulher enquanto caminhava com bebê Autor já tinha duas condenações estava em presídio semiaberto de Ponta Porã
Traficante vendia droga na região central
Jovem é preso com carro carregado com 439 quilos de maconha
Bandido diz que precisa de carro, durante assalto
Menor esfaqueado durante fuga
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - cirurgia.net
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento