Campo Grande •23 de Abril de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da Agência Brasil | Terça, 14 de Março de 2017 - 07h55Acusado de tentar obstruir Lava Jato, Lula depõe hoje na Justiça FederalDefesa do ex-presidente confirmou sua presença na Justiça Federal, em Brasília, às 10h desta terça-feira

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva presta depoimento hoje (14) perante o juiz Ricardo Soares Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, na ação em que é acusado de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato.

A defesa do ex-presidente confirmou sua presença na Justiça Federal, em Brasília, às 10h desta terça-feira. Lula solicitou que o depoimento fosse prestado por meio de videoconferência, a partir de São Bernardo do Campo, onde mora, mas teve o pedido negado pelo juiz.  

Como essa ação penal é pública, o depoimento não é fechado, mas a Justiça Federal do Distrito Federal (DF) resolveu montar um esquema especial para o depoimento de Lula, com maior rigor no controle de entrada ao prédio.

A Polícia Militar do DF decidiu interditar a rua adjacente ao tribunal. A Justiça Federal informou que a medida é para garantir a segurança e evitar manifestações a favor ou contrárias a Lula, muito próximas ao prédio.

Na ação em que irá depor, Lula é réu juntamente com o pecuarista José Carlos Bumlai, o banqueiro André Esteves, o ex-senador Delcídio do Amaral e mais três pessoas, todos acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) de tentar comprar o silêncio do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró, para que ele não firmasse acordo de delação premiada com a força-tarefa da Lava Jato.

A denúncia, a primeira em que Lula se tornou réu na Lava Jato, foi aceita em julho do ano passado. Todos os réus negam as acusações.

Em novembro de 2015, Delcídio do Amaral foi preso quando era líder do governo de Dilma Rousseff no Congresso, após ser gravado em seu gabinete por Bernardo Cerveró, filho de Nestor. No áudio, o então senador sugere um plano de fuga para o ex-diretor da Petrobras, que iria para o exterior passando pelo Paraguai.

Na gravação, Delcídio oferece ajuda de R$ 50 mil à família de Cerveró. Para o MPF, o objetivo era impedir que o ex-diretor descrevesse a atuação do então senador, bem como de Lula, André Esteves e Bumlai, no esquema de corrupção na Petrobras.

Veja Também
Flagrados em local proibido, pescadores fogem; um é preso
Corpos de trabalhadores rurais mortos em MT vão para perícia
Sábado, 22 de Abril de 2017 - 12h44Armada com faca, dupla assalta homem no Popular Velha Ladrões pegaram os pertences do homem e fugiram
Mochila jogada na PED é localizada por policiais
Sábado, 22 de Abril de 2017 - 07h18Motociclista morre em acidente após bater em carro parado na BR-163 Fato aconteceu quando ele seguia em uma motocicleta pela via próximo ao bairro Parque dos Estados
Sexta, 21 de Abril de 2017 - 14h11Fortaleza tem policiamento reforçado Temendo novos ataques policiamento foi reforçado no feriado de Tiradentes
Sexta, 21 de Abril de 2017 - 13h47Preso do Semiaberto é encontrado morto Rapaz estava sem camisa e com as mãos amarradas para trás
Sexta, 21 de Abril de 2017 - 12h25Criança incendeia apartamento Brincando com fósforo criança acaba incendiando apartamento
Chacina deixa 10 trabalhadores mortos
Sexta, 21 de Abril de 2017 - 08h25Filho defende mãe de agressão Rapaz teria usado um banco para atingir o padrasto
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - cirurgia.net
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento