Menu
22 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Acidentes

Acidentes em rodovias de MS deixam sete feridos na noite desta terça

Em ambos os casos, três veículos se envolveram na colisão

4 Jan2017Da redação08h27

Sete pessoas ficaram feridas em dois acidentes de trânsito ocorridos em rodovias de Mato Grosso do Sul, um deles na Capital e outro no interior. Em ambos os casos, três veículos se envolveram na colisão.

Na BR-163, no distrito de Prudêncio Thomaz, em Rio Brilhante, quatro pessoas se feriram após uma batida entre um veículo Ford/Fiesta Sedan, um Chrysler prata e um VW/Voyage.

De acordo com o site Rio Brilhante em Tempo Real, os quatro feridos estavam no Fiesta, indo para Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, sendo eles Felipe Adao Gabrielczyk, de 28 anos, a mãe dele, Sabina Taskulsi Gabrielczyk, de 59, e o casal Nelson Sutil e Jurema de Oliveira Sutil, respectivamente com 58 e 53 anos.

Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o Fiesta seguia sentido a Nova Alvorada do Sul quando foi atingido frontalmente pelo Chrysler, que era dirigido por Jose Garcia Viana, que estava ao lado da esposa Elaine Cintia Viana. Já no Voyage estava o motorista, Maicon Rodrigo Cegovia Flores, e Tais Zanata Cardoso.

Ambos casais sofreram apenas escoriações, enquanto que os quatro ocupantes do Fiesta precisaram ser transportados por ambulâncias da prefeitura de Rio Brilhante e da CCR MSVia para o hospital da cidade. Eles não sofreram ferimentos graves e o estado de saúde deles é estável.

Já em Campo Grande, no macroanel rodoviária, entre as saídas de Sidrolândia e de Aquidauana, três veículos também baterem, ficando três pessoas, todas elas os motoristas, feridos.

Equipes do Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) realizaram o socorro e o transporte das vítimas para a Santa Casa. Segundo o site Campo Grande News, inicialmente havia a informação de presos em ferragens, o que não foi confirmado.

Ainda não há informações sobre o que teria causado a colisão entre os três veículos, nem sobre a identidade das vítimas e o estado de saúde delas. A PRF também foi acionada para atender o caso.

Veja Também