Menu
31 de março de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Patos de Minas

Acidente entre ônibus e carreta deixa três mortos

Veículo saiu de Campo Grande e tinha como destino a cidade de Recife

30 Set2019Da redação07h15

Um grave acidente envolvendo um ônibus e uma carreta aconteceu na noite deste domingo (29) no km 420 da BR-365 em Patos de Minas. Várias pessoas ficaram feridas e pelo menos três morreram.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um automóvel Ford/Fiesta teria  saído de uma estrada não pavimentado e entrado repentinamente na rodovia e batido no ônibus. O motorista do veículo de passageiros perdeu o controle, assumiu a contramão e colidiu de frente contra uma carreta que seguia sentido à Uberlândia. Com o impacto, ambos os veículos pegaram fogo.

O motorista do Ford/Fiesta teria deixado o local, porém foi abordado no Posto da PRF. O carro apresentava danos. Os dois ocupantes foram ouvidos pelos agentes. Eles confirmaram que teriam se envolvido no acidente com o ônibus. O teste do etilômetro (bafômetro), do jovem que dirigia na hora do acidente, apontou o resultado de 0.31 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. O outro cidadão, que assumiu a direção após o fato, também fez o teste e o resultado foi 0.71 mg/L.

Os dois rapazes, ambos de 23 anos, foram presos e encaminhados para a delegacia de Polícia Civil. Eles podem responder pelos seguintes crimes: embriaguez ao volante; homicídio culposo na direção de veículo automotor e omissão de socorro.

As vítimas do acidente foram atendidas por socorristas dos Bombeiros, SAMU e do município de Patos de Minas. Elas foram encaminhadas para o Hospital Regional Antônio Dias (HRAD) e para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A PRF divulgou a identificação de uma das vítimas fatais. Manacesar Bernardes da Costa tinha 47 anos e conduzia a carreta. Os outros dois mortos são passageiros do ônibus.

O ônibus estaria transportando cerca de 30 pessoas e seguia de Campo Grande (Mato Grosso do Sul) para Recife (Pernambuco). Ele pertence a uma empresa que faz o transporte interestadual e intermunicipal de passageiros.

Neste trecho conhecido popularmente como “Curva da Serrinha” havia um radar fixo de fiscalização de velocidade. Ele foi retirado recentemente após o fim do contrato entre o DNIT e a empresa administradora.

Veja Também

Homem é atuado por manter pássaros silvestres em gaiola no quintal
Quadrilha que aplicava golpe do falso frete é presa na fronteira
Número de roubos diminui 70% durante toque de recolher na Capital
Ladrão é contido por populares após arromabar veículos
Mulher salta de carro em movimento para escapar de sequestro
Homem é acusado de estuprar duas mulheres na BR-163 na Capital
Homem é preso por desacato em tentiva de saquear carga de frango
Briga por ciúmes acaba com dois esfaqueados
PM flagra mulher sendo agredida por companheiro
Homem faz disparos em assentamento e é preso por porte ilegal de arma