Menu
7 de junho de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Pandemia

Servidor do Presídio de Dourados é diagnosticado com Covid-19

Outros funcionários também foram afastados para realização de testes

23 Mai2020Da Redação08h15

Um servidor público lotado na PED (Penitenciária Estadual de Dourados) testou positivo para Covid-19 e o fato fez com que este e vários servidores fossem afastados. A informação é da assessoria de imprensa da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário).

 Não há detalhes de quantas pessoas foram afastadas de suas funções na unidade. “Todos os servidores do mesmo plantão do servidor (que testou positivo para doença), que ele teve mais contato, já foram afastados preventivamente, ficarão sob observação e passarão por testagem”, informa nota divulgada pela instituição.

Diante da situação, a penitenciária está passando por desinfecção geral. A assessoria afirmou ainda que “todos os cuidados necessários estão sendo adotados também para a preservação da massa carcerária, seguindo as orientações da equipe técnica especializada”.

Ainda conforme a assessoria, informações médicas apontam que o servidor que testou positivo para Covid-19 está bem. Esse é o segundo caso da doença identificado em servidores da Agepen, o primeiro foi de uma servidora da capital que estava em período de férias e não teve contato com a unidade penal onde trabalha.

A capacidade da unidade penal é de 718 detentos. Quanto ao número de agentes, a equipe plantonista conta com 12, além de guaritas da Polícia Militar, informações também cedidas pela direção da unidade.

As ações de combate ao Covid-19 na PED tem o apoio técnico da Secretaria de Estado de Saúde, Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros. Quanto a falta dos servidores afastados do plantão na PED, a mesma está sendo coberta com pagamento de horas extras e com servidores do expediente.

No local, a orientação da Agepen é que todos os servidores trabalhem com máscaras de proteção, além da disponibilização de álcool 70 para a higienização constante das mãos.

(Com informações: Dourados News)

Veja Também