Menu
3 de abril de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Coronavírus

Desembarque clandestino será fiscalizado e punido

Prefeitura já tem relação de pontos ilegais de desembarque de passageiros vindos de outros estados

25 Mar2020Da redação15h31

A prefeitura de Campo Grande investiga pontos de desembarque clandestino de passageiros vindos de outros estados brasileiros para a Capital. A rodoviária está fechada desde terça-feira, 24, como forma de evitar o fluxo de pessoas e consequentemente avanço do coronavírus.

Na tarde de terça-feira, a equipe do Diário Digital fazia reportagem sobre o fechamento da rodoviária que a esta altura já estava totalmente interditada, quando flagrou ônibus de viagem desembarcando passageiros nas proximidades do terminal.

Conforme a Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Campo Grande (Agereg), o único ponto legal de embarque e desembarque é a rodoviária, nada fora disso é permitido. A situação será fiscalizada e poderá haver punições às empresas.

 “(...) A Semadur e a Gurada Municipal vão fiscalizar ostensivamente essa questão. Temos relação de pontos clandestinos. Se forem flagrados, haverá as medidas administrativas cabíveis que vai de multa, apreensão do veículo, suspensão ou até a cassação do alvará da empresa”, explicou ao Diário Digital o diretor-presidente da Agereg, Vinícius Leite Campos.

Denúncias podem ser feitas pelo telefone 156.

Veja Também

Mais dois casos suspeitos de Covid-19 são descartados em Corumbá
Mais de 3 mil pessoas passaram nas barreiras sanitárias em MS
Ônibus circularão das 5h às 21h30 só com passageiros sentados
Senado aprova projeto que muda regras durante pandemia
Parque vira polo de atendimento da COVID-19
Sesc Morada terá 2º happy hour digital, com a banda On The Road
Condutor pode trafegar sem placa, mas deve portar documento
Brasileiros repatriados da Bolívia chegam a Corumbá
Casos de Covid-19 estão em áreas nobres
MS reage à crise do coronavírus com mais de 60 medidas