Menu
28 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Retrospectiva

Em 2019, o Pantanal ardeu em chamas

Fogo destruiu 173,2 mil hectares de vegetação e deixou prejuízo incalculável para a fauna pantaneira

30 Dez2019Da redação13h31
(Foto: Divulgação)
  • (Foto: Divulgação)
  • (Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)
  • (Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)
  • (Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)
  • (Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)
  • (Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)
  • (Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)
  • (Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)
  • (Foto: Chico Ribeiro/Governo de MS)

No ano de 2019, o Pantanal esteve em chamas. O cálculo é que, no último grande incêndio, em Novembro, 173,2 mil hectares de vegetação tenham sido destruídos pelo fogo. Já o prejuízo para a fauna é incalculável. Imagens de animais queimados correram a imprensa brasileira e internacional.

Os focos de incêndio podem ter sido causados por ação humana, conforme suspeitou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).  

Conforme o governo estadual, foram 23 dias de combate intenso ao incêndio. As equipes foram desmobilizadas em 9 de Novembro, quando as chamas foram controladas.

O trabalho que exigiu o empenho de cerca de 300 pessoas das unidades do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Distrito Federal, Ibama, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Ibama, Exército e ICMBIO, além de funcionários das fazendas.

Para o combate aos focos foram empregados ainda duas aeronaves de combate a incêndios florestais Air Tractor do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso e do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, cada uma com capacidade de transporte de 3 mil litros de água, e duas aeronaves do ICMBIO com tanques para carregar 1.500 litros de água cada.

Além do trabalho das equipes, as chuvas ajudaram a controlar a queimada.

Veja Também

Diário de Influência inova comunicação digital
Em 2019, crianças e mulheres foram vítimas de crimes brutais
Em 2019, 14 de Julho foi transformada
Em 2019, protesto por ônibus teve repressão
Em 2019, DD foi o site mais premiado pela 2ª vez
Em 2019, Omertà desmantelou milícia
Em 2019, televisão teve muitas despedidas
Influenciadores do DI fazem tour na cervejaria Bamboa
Flávia Siqueira: empreender é para todos
Rede MS leva três prêmios na Famasul