Menu
21 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Em Campo Grande

Violões doados por Jads e Jadson ajudarão crianças a realizar sonho de aprender música

Fernanda, Elton e Matheus sonham em dedilhar dedos nas cordas de um violão e animar familiares e quem sabe se tornarem músicos de sucesso

3 Jul2017Da redação07h40

Aprender a tocar música e embalar as festas da família ou até mesmo se tornar famoso é o sonho de muitos meninos e meninas do Brasil. Em Campo Grande não é diferente.  Fernanda, Elton e Matheus sonham em dedilhar os dedos nas cordas de um violão e animar os familiares e quem sabe se tornarem músicos de sucesso.

Ciente desses sonhos e por terem alcançada a tão sonhada fama, a dupla Jads e Jadson resolveu doar seis violões para o Centro Multiuso O Picolé, que vai promover aulas no local.

Para o músico Jads, a doação vem ao encontro de seu próprio sonho. “Era o sonho que a gente tinha. Naquela época não era fácil ganhar um violão, então hoje, claro, quando está no nosso alcance, a gente faz o possível para ajudar. Espero que seja de valor, porque foi de coração”, diz.

Ele conta ainda que sempre que pode se dispõe a ajudar. “A gente sempre que pode e tem condições de ajudar, principalmente crianças entrando no ritmo, aprendendo a cantar, a tocar, a gente fica muito feliz. Isso vem de uma parceria que a gente tem com a Takamine, e com a Sonotec, que é o distribuidor lá de Presidente Prudente, que ajuda a gente nessa parceria com as escolas”, frisa.

“Desde que assumimos eles estão pedindo as aulas de violão. Por isso, nós temos trabalhado todos os dias para concretizar essas aulas. Uma das dificuldades que tínhamos era a falta dos violões, que foi suprida com as doações da dupla Jads e Jadson. Agora estamos esperando finalizar a contratação do professor e já dar início as aulas” revela.

Quem se animou com a noticia foi o nosso trio de personagem que não vê a hora de começar as aulas.

“Eu quero aprender a tocar e a cantar, porque acho muito legal. Eu sempre quis saber e agora vai dar certo”, conta a pequena Fernanda dos Sabtos, de apenas 7 anos, estudante do 3º da Escola Municipal Maestro João Corrêa Ribeiro e frequentadora assídua do Centro.

Já Elton Morinigo, que tem apenas 6 anos e está no 1º ano da Escola Estadual Arthur de Vasconcelos Dias,  conta que quer aprender a tocar para alegrar as festas da família. “ Meu sonho é poder tocar para o pessoal lá em casa. Acho muito legal o Jads e Jadson ter dado os violões”, diz.

A mãe dele, Mirele Chaves Neves, 24 anos, professora de educação infantil, revela que os dois filhos querem aprender a tocar. “Meu menino e minha menina estão aqui no projeto. Eles fazem aula de capoeira, reforço escolar e agora querem fazer o violão. Eles vêm por vontade deles e quando falei das aulas já se animaram”, diz.

Ele finaliza contando que o CMU O Picolé é um apoio muito grande para ela e as crianças. “O projeto me dá uma estrutura que eu não poderia proporcionar aos dois. Temos aqui uma oportunidade de aprender cada vez mais. E a cada dia há mais atividades e novidades para nós”, conclui.

Veja Também

Gil de Camillo fala sobre ‘Arquitetura de Resultado’ no ‘Café com Negócios’
Terapeutas holísticos de MS se organizam em Associação
Agetran alerta para interdições em vias neste sábado e domingo
Idosa sofre com adiamentos de cirurgia
Trabalhador fica preso em ferragens após acidente em rodovia
Governo revitaliza asfalto de três rodovias estaduais
Justiça Federal torna Cabral réu pela 23ª vez na Lava Jato
Prefeitura convoca mais 70 médicos inscritos na cadastro temporário
Em MS Atenção motoristas: BR-163/MS passa por obras da CCR MSVia Em caso de chuvas, as obras serão suspensas
Drone e ferramentas artesanais fazem sucesso na 3ª edição da Tecnofam